Guia completo sobre estética dental

18 minutos para ler

Você já reparou que quando se fala a respeito dos cuidados com a saúde bucal, um dos argumentos adotados é que isso deixa os dentes brancos e bonitos? Essa é uma prova de que a estética dental também faz toda a diferença na vida de uma pessoa.

A aparência dos dentes se relaciona de forma direta com a nossa autoestima. Afinal, quando algo está errado com o sorriso, isso pode trazer insatisfação com a própria imagem, abalando a autoconfiança, a segurança e interferindo de forma negativa na convivência com os demais.

Até mesmo funções como a fala podem ser prejudicadas quando algo está errado com os dentes. Mas existem procedimentos voltados para a estética dental que ajudam a evitar esses problemas.

Nós preparamos este guia para você entender melhor essa área da Odontologia e descobrir quais tratamentos estão disponíveis, além dos seus benefícios. Continue lendo pra saber!

O que é estética dental?

É verdade que quando a boca está saudável, a tendência é de que os dentes fiquem mais bonitos. No entanto, existem algumas características que, mesmo assim, podem desagradar e fazer com que uma pessoa fique insatisfeita com o aspecto do seu sorriso.

Diferenças de tamanho, manchas nos dentes, irregularidades na borda do esmalte, assimetrias, excesso de tecido gengival e diastemas ( que são os espaço entre os dentes) são alguns exemplos dessas características que podem prejudicar a aparência da dentição e incomodar quem as tem.

Sendo assim, mais do que garantir uma boca livre de bactérias, inflamações, infecções, cáries e outros problemas, é importante pensar na beleza dos dentes. Por isso, a estética dental se transformou em uma das áreas da Odontologia e se tornou uma grande tendência.

A estética dental é uma especialidade que oferece tratamentos e procedimentos para alcançar um sorriso perfeito. Porém, as intervenções não são feitas apenas nos dentes, pois quando se trata de sorriso, estamos falando de um conjunto de estruturas bucais e faciais.

Portanto, a estética dental envolve a harmonização entre os dentes, os tecidos da boca e a face de um modo geral. O objetivo é tornar esse conjunto simétrico e mais agradável visualmente, para que o paciente esteja satisfeito com a sua aparência.

Mesmo que a gente fale sobre ter dentes mais bonitos, a estética dental vai muito além da vaidade. Isso porque, como explicamos, quando o sorriso tem algum problema, ele pode trazer insatisfação e abalos para a autoestima, afetando as relações interpessoais e, até mesmo, a vida profissional.

Vamos ainda mais além, pois os procedimentos de estética dental também contribuem para favorecer e manter em equilíbrio a saúde bucal. É o caso, por exemplo, dos tratamentos ortodônticos, que garantem o encaixe ideal das arcadas dentárias e dentes.

Com a estética dental, portanto, é possível alcançar um sorriso perfeito de verdade. Sua aparência é renovada e a imagem da pessoa valorizada. Ao mesmo tempo, deixamos a boca e os dentes mais saudáveis, favorecendo também a saúde como um todo

Quais são os procedimentos mais comuns?

Como você viu, com os procedimentos da estética dental, é possível realizar intervenções em diferentes tecidos e corrigir diversos problemas, além de alterar características. Afinal, existem diferentes técnicas que podem ser adotadas nos mais variados casos.

Listamos as principais delas, apresentando o modo como são realizadas, bem como os resultados que podem ser alcançados, para que você conheça algumas opções. Confira!

Gengivoplastia

A gengivoplastia é uma cirurgia menor realizada nas gengivas. Ela é um tipo de plástica, que tem o objetivo de realizar intervenções no tecido gengival para que ele fique mais harmônico e simétrico, valorizando os dentes.

Existem pessoas que apresentam alturas diferentes na gengiva em áreas distintas da boca. Outras, têm alguns excessos de tecido. Também há aquelas que não estão satisfeitas com o desenho das suas gengivas, e tudo isso pode ser corrigido por meio da gengivoplastia.

Essa pequena cirurgia é realizada no próprio consultório do dentista, utilizando anestesia local. Depois de estudar as características da dentição e das gengivas do paciente, o profissional, considerando os resultados que a pessoa deseja alcançar, remodela o tecido gengival.

É um procedimento simples e com poucos riscos de complicação, se forem seguidas todas as recomendações de cuidados e higiene no pós-operatório. Dessa forma, evitamos a proliferação de bactérias que poderiam causar inflamações ou infecções.

Na maior parte das vezes, em poucos dias, a gengiva já está cicatrizada, pois esse tecido tem uma recuperação muito rápida. Assim, não é necessário nem mesmo dar pontos, pois o próprio organismo se encarrega desse processo de regeneração. Viu como é simples?

Gengivectomia

Acontece de a gengivectomia ser confundida com a gengivoplastia. Isso ocorre porque os dois procedimentos são destinados a corrigir assimetrias e desarmonias do tecido gengival. Mas são técnicas diferentes.

Na gengivectomia, são retirados excessos de tecido que estão prejudicando a estética dental e a funcionalidade das estruturas bucais. Assim, quando há hiperplasia da gengiva, ou seja, um aumento desse tecido, é necessário fazer uma gengivectomia.

Em muitos casos de sorriso gengival (quando a gengiva superior é excessivamente exposta), é possível fazer apenas a gengivoplastia. Porém, quando se trata de algo mais complexo, pode ser necessário realizar também a gengivectomia, já que, nessa técnica, o cirurgião também faz intervenções ósseas.

Dependendo das correções que precisam ser feitas, nem sempre é possível alcançar resultados satisfatórios trabalhando apenas a gengiva. Quando isso acontece, os ossos também são remodelados para alcançar a simetria e a harmonia desejadas.

Clareamento dental

O clareamento é um dos procedimentos da estética dental mais populares, senão o mais comum de todos. Ele é muito simples, seguro e promove resultados rápidos, que trazem um impacto significativo na aparência do sorriso.

Consiste em fazer a aplicação de um produto para alcançar uma tonalidade mais clara do esmalte dentário. É válido ressaltar que eles não ficarão necessariamente brancos, porque o clareamento respeita a tonalidade natural de cada pessoa.

O fato é que é uma técnica muito eficaz para rejuvenescer o sorriso, eliminar manchas e deixar uma aparência mais saudável. Além disso, tem a vantagem de apresentar diferentes técnicas para atender da melhor forma às necessidades de cada paciente, como a gente te mostra a seguir.

Clareamento de consultório

Essa técnica é realizada no consultório do dentista, por isso, é preciso agendar consultas para realizar cada uma das sessões. Costumam ser necessárias de uma a quatro sessões para alcançar os resultados desejados, sem comprometer o equilíbrio da saúde bucal e mantendo um resultado natural.

Para realizar esse tipo de clareamento, o dentista começa utilizando um produto para proteger as mucosas bucais contra qualquer desconforto ou efeito colateral. Em seguida, ele aplica o gel clareador, que tem como princípio ativo o peróxido de hidrogênio ou de carbamida.

Ele pode deixar que esse produto atue sozinho ou utilizar laser ou luzes LED para potencializar os seus efeitos. Nesse segundo caso, as sessões têm uma duração menor, mas a eficiência é a mesma em ambas as técnicas.

Clareamento caseiro

É realizado em casa, mas com o acompanhamento do dentista. Para aplicar essa técnica, o paciente precisa passar por algumas consultas, a fim de ter a sua saúde bucal avaliada e para planejar o tratamento. Afinal, é preciso confeccionar a moldeira que será utilizada durante o procedimento.

Essa moldeira tem um formato similar às placas miorrelaxantes para bruxismo ou aquelas que protegem os dentes na prática de esportes. É feita sob medida para cada pessoa, e é nela que será colocado o gel para clarear os dentes.

O dentista dará as instruções de como fazer a aplicação do gel clareador e por quanto tempo a pessoa deve utilizar a moldeira. Assim, em sua casa, após a higienização dos dentes, ela usa a moldeira por algumas horas, todos os dias, até alcançar o tom desejado.

Podem ser necessários 21 dias para clarear os dentes dessa forma. Porém, esse tempo pode variar de acordo com as necessidades de cada pessoa e os resultados que ela pretende alcançar. O mais importante é seguir à risca a recomendação do dentista para não prejudicar a saúde bucal ou sofrer efeitos colaterais.

Clareamento interno

Nas duas técnicas anteriores, todos os dentes são tratados de uma vez. No caso do clareamento interno, ele é indicado para pessoas que desejam ou precisam clarear apenas um dente, que ficou escurecido, por exemplo, por causa do tratamento de canal ou de uma hemorragia na polpa.

Nesse tipo de clareamento, o dentista faz uma pequena abertura no esmalte na parte de trás do dente, para que não seja percebido. Por ali, ele injeta o produto clareador, depois, sela esse orifício, e o paciente está liberado para ir para casa.

O produto se mantém agindo por alguns dias, o que será determinado pelo profissional. Depois, o paciente deve voltar ao consultório para fazer a retirada do clareador ou a troca dele, se ainda não tiver sido alcançado o resultado desejado. Quando o tratamento finaliza, o dentista restaura esse pequeno orifício.

Alinhamento dentário

O alinhamento dentário é feito por meio dos tratamentos ortodônticos. São utilizados diferentes tipos de aparelho para promover estímulos para que os dentes se movimentem para uma posição ideal, garantindo simetria e o encaixe ideal das arcadas.

Pessoas de qualquer idade podem fazer o tratamento ortodôntico. Para crianças, existe, ainda, a facilidade da ortodontia preventiva. Nela, o ortodontista acompanha o desenvolvimento do pequeno, realizando intervenções em sua dentição para guiar o nascimento dos dentes e evitar grandes problemas no futuro.

Mas, como dito, esse tratamento é indicado para todas as faixas etárias, inclusive, adultos e idosos. Para aqueles que não querem impactar a sua imagem com um aparelho fixo metálico, a boa notícia é que existem também dispositivos estéticos.

Há aparelhos cuja tonalidade é similar à do esmalte dentário, por isso, ficam quase imperceptíveis na boca. Eles são confeccionados em policarbonato, porcelana ou safira. Mas existe uma opção melhor e que fica ainda mais discreta na boca, que é o alinhador invisível.

Ele é um aparelho móvel que não contém bráquetes e outras peças que compõem os dispositivos convencionais. Por isso, é muito mais confortável e fica quase invisível na boca, garantindo um aspecto mais natural para o sorriso durante o tratamento.

Com os aparelhos ortodônticos, é possível fazer a correção de problemas como:

  • alterações na mordida;
  • desalinhamentos;
  • apinhamentos;
  • dentes com giros;
  • espaços entre os dentes, entre outros.

Além de corrigir os dentes tortos, promovendo uma aparência mais agradável para eles, esse tratamento previne complicações. Afinal, problemas ortodônticos podem levar a desgastes dentários, sobrecarga na articulação, problemas de mastigação, respiração, dicção, entre muitos outros.

Facetas de porcelana

As facetas de porcelana são um tipo de prótese dentária. Elas são confeccionadas de forma personalizada para cada paciente, tendo o tamanho, o formato e a tonalidade que a pessoa desejar para compor o seu sorriso.

Esses laminados protéticos têm poucos milímetros de espessura e são parecidos com uma capa. O dentista cola as facetas sobre os dentes, recobrindo o esmalte natural para mudar completamente as suas características. Com as facetas, é possível:

  • corrigir diferenças de tamanho entre os dentes;
  • suavizar os contornos do esmalte dentário;
  • preencher espaços entre os dentes;
  • corrigir desalinhamentos sutis;
  • alterar a tonalidade do sorriso;
  • esconder manchas;
  • tratar pequenas trincas e fraturas.

Em alguns casos, existe a necessidade de fazer desgastes no esmalte dentário para colar as facetas, assim elas ganham um encaixe perfeito, sem ficar com nenhuma área ressaltada. Vale dizer que consiste em um tratamento definitivo.

Depois que o paciente escolhe aplicar as facetas de porcelana, não é possível mais ficar sem elas. Essas próteses somente podem ser retiradas pelo dentista e, se for necessário, fazer algum tipo de manutenção ou mesmo a troca da peça.

Lente de contato dental

A lente de contato dental, assim como a faceta de porcelana, é um laminado protético que o dentista cola nos dentes. A diferença entre elas está na espessura, sendo que as lentes de contato são mais finas. Por causa dessa característica, as correções que realiza são mais sutis.

Com as lentes, também é possível alterar tamanho e formato dos dentes, preencher espaços e alcançar uma tonalidade mais clara. Porém, quando se trata de alguma característica um pouco mais intensa, os resultados ficam melhores com a aplicação das facetas.

Por ser muito finas, quando é desejado mudar a tonalidade da dentição, pode ser recomendado, antes, fazer o clareamento. Isso se dá porque o resultado pode não ficar tão bom se a dentição estiver muito amarelada, manchada ou escura.

A vantagem da lente é que nem sempre é preciso fazer desgastes do esmalte e, se forem necessários, são mais superficiais do que no caso das facetas. Mas da mesma forma que acontece com elas, consiste em um tratamento definitivo, uma vez que não podem ser retiradas da dentição depois de serem coladas.

Implante dentário

O implante dentário é, ao mesmo tempo, um tratamento de reabilitação oral e um procedimento que favorece a estética dental. É indicado para pessoas que perderam dentes, uma vez que faz a substituição deles por uma prótese fixa.

Para fazer um implante, é preciso estar com boa saúde bucal e orgânica, pois é necessário realizar uma pequena cirurgia. Nesse procedimento, será fixado um pino no osso para que ele seja envolvido por esse tecido e se mantenha totalmente preso na boca.

Depois que esse processo acontece, é confeccionada uma prótese para encaixar sobre esse pino. Ela é que fará a substituição do dente na arcada dentária, preenchendo o espaço que foi deixado por ele quando perdido.

Com o implante dentário, é possível substituir desde apenas um dente até todos eles, de ambas as arcadas dentárias. Essa ampla indicação se dá porque existem diferentes técnicas e tipos de implante, sendo os principais:

  • implante unitário;
  • implante 2 x 3;
  • implante com prótese overdenture;
  • implante com prótese protocolo.

A grande vantagem do implante em relação às próteses comuns (dentaduras) é a maior estabilidade alcançada. Como confeccionamos uma raiz artificial, o novo dente fica muito firme, garantindo mais confiança para a pessoa na hora de comer, falar e também sorrir.

Quais são os principais benefícios da estética dental?

estética dental

Que a estética dental favorece a aparência dos dentes e valoriza a imagem da pessoa, você já sabe. Mas também citamos que os seus benefícios vão além disso, impactando a saúde da boca e trazendo ainda outras vantagens. Veja como você pode se beneficiar com os procedimentos estéticos da odontologia.

Garante sua saúde bucal

O excesso de gengiva pode favorecer a formação da placa bacteriana e do tártaro. Dentes desalinhados são mais difíceis de higienizar, também favorecem as bactérias e podem sofrer desgastes, além de afetar as estruturas da face. A perda de dentes interfere em mastigação, dicção e pode atrapalhar a organização das arcadas dentárias.

Por tudo isso, e ainda outras razões, é que a estética dental ajuda você a garantir o equilíbrio da saúde da sua boca. Ela promove simetria para as estruturas bucais e seus tecidos, assim, garantimos um conjunto que trabalha de forma mais harmônica, sem sobrecargas e esforços excessivos.

Contribui com a nutrição

Se algo está errado com o encaixe das arcadas dentárias, a posição dos dentes, ou mesmo os tecidos da mucosa bucal, vai refletir no modo como mastigamos. Quando a mastigação não é eficiente, o organismo é que sente os impactos.

Os alimentos precisam ser totalmente macerados para que, durante o processo de digestão, sejam aproveitados todos os seus nutrientes. Assim, como procedimentos da estética dental harmonizam as arcadas e os dentes, eles também favorecem esse processo de mastigação, permitindo um aproveitamento maior dos nutrientes que a gente ingere.

Traz mais qualidade de vida

Em resumo, com os procedimentos da estética dental, você terá:

  • mais harmonia e simetria para os dentes e as estruturas da face;
  • maior facilidade para cuidar da higiene bucal;
  • menor propensão para desenvolver doenças e problemas da boca;
  • melhor aproveitamento dos nutrientes da alimentação;
  • mais satisfação com seu sorriso e imagem.

Desa forma, há um equilíbrio entre estética e saúde, ao mesmo tempo, garantindo autoestima. Viu como a qualidade de vida como um todo melhora?

Como escolher a clínica ideal?

Com os procedimentos da estética dental, alteramos muitas características naturais, por isso, eles precisam ser feitos com muita responsabilidade. É fundamental uma avaliação minuciosa da saúde bucal e da necessidade de cada paciente para indicar o melhor tratamento.

O especialista também precisa fazer um excelente planejamento, a fim de que a técnica seja realizada corretamente, não ofereça nenhum tipo de risco e não traga efeitos colaterais. Também é necessário alcançar resultados que tragam naturalidade, para sua aparência não ficar artificial.

Sendo assim, você precisa ter muito cuidado na hora de escolher a clínica onde vai fazer os seus tratamentos. Listamos algumas recomendações para você fazer uma pesquisa consciente e escolher aquela ideal para cuidar do seu sorriso.

Confira os procedimentos oferecidos

Antes de tudo, veja se a clínica na qual você pretende se consultar oferece uma grande variedade de procedimentos. Assim, você saberá que vai receber um atendimento completo e que, se for necessário fazer tratamentos diferentes, encontrará tudo isso no mesmo lugar.

Até porque, é pouco prático ter que buscar outros profissionais ou clínicas quando seu tratamento pede mais de uma especialidade, não acha?

Veja a especialidade dos profissionais

Os dentistas que vão realizar os procedimentos estéticos precisam ser bem capacitados — isso é essencial. O fato é que existe uma grande variedade de técnicas que podem ser aplicadas, e a maioria exige um treinamento específico. Portanto, veja se eles, de fato, têm esse preparo.

Faça uma pesquisa de satisfação

Confira em redes sociais e em sites de reclamação se a clínica tem uma boa reputação entre os pacientes antigos. Veja se eles estão satisfeitos com o atendimento oferecido, com os resultados alcançados, entre outros aspectos, para garantir que você faça um bom investimento e que a sua saúde bucal não será colocada em risco.

Analise a estrutura e a tecnologia utilizada

Procure se informar sobre a estrutura da clínica. Veja se ela oferece procedimentos complementares, como os exames, se tem um laboratório próprio ou boas parcerias. Ainda, confira seus investimentos em tecnologia, pois o setor odontológico já evoluiu bastante, e existem opções mais modernas para realizar tratamentos.

Observe o atendimento

Verifique a qualidade do atendimento oferecido pela clínica desde o primeiro contato com ela. Confira se existe a preocupação de atender aos pacientes de uma forma humanizada, se há respeito por cada um deles, suas inseguranças, dúvidas, entre outros fatores. Esse é um dos cuidados da Odontoclinic, para que o paciente se sinta confiante, seguro e mais à vontade.

Você pode ter o sorriso que tanto deseja realizando procedimentos e tratamentos de estética dental. Apenas não se esqueça da importância de contar com um bom dentista e uma clínica bem estruturada. Assim, receberá o suporte que necessita para escolher bem as técnicas, garantido não só dentes mais bonitos, mas um cuidado especial com a sua saúde.

Sabia que a Odontoclinic oferece esses e outros procedimentos de estética dental? Entre em contato conosco para conferir os tratamentos à sua disposição!

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário