Perdi um dente e agora?

4 minutos para ler

“Perdi um dente, como é que eu vou resolver isso agora?” Acredite, essa é a realidade de muitas pessoas. Afinal, 40% dos brasileiros entre 15 e 19 anos já perderam pelo menos um dente, e cerca de 40 milhões de brasileiros perderam todos.

Os motivos para o problema são muitos, e geralmente indicam que algo não está bem com a saúde bucal. A causa pode ser, por exemplo, uma cárie extensa, doença periodontal, traumas, inflamações ou infecções que costumam exigir a extração de dente.

Tudo isso pode ser corrigido antes que a perda se concretize, sendo necessária a orientação de um dentista para diagnosticar e indicar o tratamento. Mas se ela acontecer, existem soluções. Continue lendo para saber mais!

Quais são as consequências de perder um dente?

Quando uma pessoa olha para o espelho e pensa “poxa, perdi um dente”, geralmente existe uma grande preocupação com a estética do sorriso. Isso ocorre principalmente quando o problema atinge uma região que fica visível quando sorrimos.

É verdade que a aparência é um dos grandes prejuízos, junto com os abalos na autoestima. Mas eles vão além porque a saúde bucal e a estrutura das arcadas ficam comprometidas por causa dessa condição. Afinal, cada elemento dentário tem sua função e é importante para o equilíbrio do conjunto.

A falta de um dente pode fazer com que os adjacentes, ou seja, os vizinhos, sofram inclinações ou outras alterações de posição. Em resumo, uma pessoa pode ter problemas ortodônticos por causa da perda dentária.

Como o dente já não está mais preso aos tecidos periodontais, eles sofrem um tipo de retração que leva à perda óssea. Como não existe mais função para o osso, que antes sustentava esse dente, ele fica cada vez menor, dificultando tratamentos posteriores.

Há, também, consequências negativas para as dinâmicas e funcionalidades bucais. O indivíduo pode sentir dificuldade para articular alguns sons, comprometendo a pronunciação das palavras. Já a mastigação tende a se tornar ineficiente, com o risco de sobrecarga das estruturas bucais.

Quais tratamentos podem solucionar esse problema?

Dente renovado após perda

Apesar de todas as consequências negativas da perda dentária, quando o paciente chega ao consultório odontológico dizendo “perdi um dente”, as notícias são boas. O profissional pode oferecer diferentes tratamentos e soluções, como você vê a seguir.

Prótese fixa

Dispositivo que contém uma prótese para substituir o dente perdido e uma estrutura que permite fixá-lo na boca. Os dentes adjacentes, que estão ao lado do espaço, darão sustentação para essa prótese. Ela é colada e só pode ser retirada pelo dentista.

Prótese móvel

Costuma ser indicada para pacientes que perderam mais de um dente em sequência, e também é chamada de prótese removível. Assim como o dispositivo fixo, se encaixa nos dentes adjacentes, com a diferença de que pode ser retirada pela própria pessoa.

Implante dentário

Pode substituir apenas um dente, vários ou todos. É feito um procedimento cirúrgico para fixar um pino no osso, e ele servirá como uma raiz artificial. Sobre esse pino é instalada a prótese que vai ocupar o lugar do dente perdido.

O implante, por estar preso ao osso, fica totalmente fixo, dando muito mais segurança e estabilidade. É por isso que esse tratamento tem se popularizado nos últimos anos, já que oferece uma solução confortável e discreta para substituir dentes, proporcionando segurança ao mastigar, falar e sorrir.

Para que você não precise olhar para o seu dentista e dizer “perdi um dente”, cultive bons hábitos de higiene bucal e adote uma alimentação saudável. Também mantenha a saúde orgânica em equilíbrio e agende consultas odontológicas. Tudo isso vai evitar doenças que causam a perda dentária.

Você viu que a perda de dentes é um problema bastante comum, então, compartilhe essas informações em suas redes sociais e ajude a alertar outras pessoas.

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário