Quando é recomendado tomar remédio para dor de dente?

Está com dor de dente? Confira quais são as principais causas e descubra dicas de como lidar com a dor.

Encontrar um remédio para dor de dente não é uma tarefa simples. Isso porque é preciso conhecer a causa da dor para tratar o problema de maneira adequada. As dores de dente podem ter causas que vão de sinusite a cáries e doenças periodontais.

A grande dúvida é: qual é o remédio para dor de dente mais adequado para o meu problema? Neste artigo, desenvolvemos um panorama completo sobre o tema. Primeiro, você vai conhecer as principais razões que levam à dor. Depois, vai ter acesso a dicas de como amenizar a sensação desagradável, promovendo a sua saúde bucal.

Por fim, explicaremos a importância de consultar um dentista, a fim de que ele identifique as causas da dor e indique o tratamento mais adequado, resolvendo não só a dor, mas também a sua causa.

Quer se livrar da dor de dente de uma vez por todas? Leia este artigo até o final e descubra como!

Por que a dor de dente é tão desagradável?

Só quem já sentiu uma dor de dente sabe o quanto esse problema é incômodo. Muitas vezes, a dor é tão forte que impede o paciente de realizar tarefas básicas, como se alimentar e ter uma noite tranquila de sono.

A dor de dente é um sinal que o corpo dá de que algo não vai bem com a saúde. Geralmente, é um problema relacionado à saúde dental, mas nem sempre é essa a causa da dor. Sinusite, gripe e resfriados podem estar associados aos incômodos na cavidade bucal.

As dores podem ser leves ou intensas. Normalmente, iniciam de forma branda e vão progredindo, chegando a uma intensidade tão grande que fica impossível não buscar a ajuda de um profissional.

A sua dor pode ter diversas causas e algumas delas demandam uma atenção mais aprofundada do seu dentista. Independentemente de quais são elas, não ignore nenhum tipo de desconforto bucal, pois ele pode ser um sinal para um problema maior, prestes a afetar sua saúde como um todo.

Mas, afinal, por que é uma dor tão desagradável? A dor nos dentes geralmente está associada a um processo inflamatório. Por se tratar de uma região sensível do nosso corpo, composta por vasos sanguíneos e nervos, isso acaba contribuindo para ampliar a dor.

Qualquer agressor que atinge o nervo do dente causa desconforto no paciente. Normalmente, a cárie é um dos agentes mais comuns associados à sensação desagradável nos dentes. Porém, diferentemente do que muita gente imagina, há inúmeras outras razões para que se inicie um quadro de dor de dente.

Quais são as principais causas para a dor de dente?

A dor é um sintoma que varia de acordo com dois fatores principais: a sensibilidade de cada indivíduo e a causa para o problema. Quando a dor é muito intensa, afeta o comportamento do paciente, impedindo-o de realizar as atividades mais simples do dia a dia.

Assim como acontece em qualquer parte do corpo, a dor de dente é um sintoma e sempre tem uma causa central. Além de tratar o sintoma da dor, é fundamental descobrir o que está causando o desconforto e combater esse problema.

A seguir, listamos algumas das razões pelas quais você pode estar sentindo dor de dente. Confira!

Cárie

Sem dúvida, a cárie é uma das principais causas para o aparecimento de dores nos dentes. Não só entre adultos, mas principalmente no caso das crianças que buscam o consultório com queixa de desconforto.

A dor começa porque a cárie atinge as regiões da polpa dentária e da dentina. Esse contato causa incômodo e dores.

Quando o paciente tem uma cárie, ele precisa buscar a ajuda de um dentista. Além de tratar a dor, o profissional vai realizar uma obturação no dente atingido, eliminando a cárie.

Caso o avanço da cárie seja muito significativo, pode ser necessário realizar um tratamento endodôntico, também conhecimento como tratamento de canal. O canal evita que a bactéria causadora da cárie provoque doenças bucais mais graves.

Como evitar a cárie?

Para evitar a cárie, o paciente deve manter uma rotina de higiene bucal, escovando e usando fio dental durante a higienização dos dentes.

Caso você já tenha tido cáries, tenha um cuidado redobrado e faça consultas preventivas ao dentista. É recomendado realizar limpezas dentárias com o profissional em uma frequência semestral ou anual. Converse com o seu dentista para entender melhor quais são as suas necessidades.

Pulpite

A pulpite é uma inflamação na polpa dentária. A polpa é a parte mais interna do dente e nela estão os vasos sanguíneos e nervos. A pulpite causa uma dor muito forte e geralmente demanda uma visita urgente ao dentista.

O paciente com pulpite pode identificar a possibilidade de inflamação quando mastiga alimentos muito frios ou muito quentes. A temperatura do alimento geralmente potencializa a sensação de desconforto. Em alguns casos, pode surgir inchaço na região da inflamação.

Após a avaliação do dentista, o paciente pode ser orientado a utilizar medicamentos com ação analgésica, anti-inflamatória ou até antibióticos. A prescrição vai depender dos sintomas e da situação de cada paciente.

Dente siso

A extração do dente siso é sinônimo de preocupação entre muitos pacientes, especialmente aqueles que tem o famoso “medo do dentista”.

A dor de dente causada pelo siso pode estar relacionada a diferentes situações: estágio de nascimento dos dentes, pericoronarite, pressão nos outros dentes, siso deitado, entre outros.

De acordo com os dentistas, o acompanhamento da evolução do siso deve ser realizado desde cedo. Durante as visitas de rotina ao seu dentista, ele poderá realizar exames e avaliar a posição dos seus dentes. Com isso, é possível antecipar qualquer problema e realizar o tratamento adequado de acordo com as suas necessidades.

Os casos mais comuns para dor de dente relacionada ao siso acontecem quando o dente está uma posição que pressiona os demais ou quando ocorre uma infecção no local causada pela dificuldade de higienização na área.

As dores no dente siso podem desaparecer, porém, a tendência é que retomem até que o tratamento seja feito. A intervenção de um profissional é essencial para que sejam tomadas as medidas adequadas.

DTM

A Disfunção Temporomandibular, também conhecida pela sigla DTM, se refere a uma série de alterações nas articulações da boca e músculos que realizam os movimentos das mandíbulas. Essas articulações também são chamadas pelos profissionais de saúde de “articulações temporomandibulares (ATM).

A disfunção temporomandibular (DTM, também conhecida como ATM) é um problema relacionado à articulação que liga o osso mandibular ao crânio, a qual é responsável pelo movimento de abrir e fechar a boca. Então, quando temos um conjunto de problemas e uma anormalidade no funcionamento dessa articulação, ocorre uma sobrecarga. Quando isso acontece, há uma série de dores que podem acontecer, como o desconforto orofacial.

Portanto, a DTM é uma inflação na articulação que liga a mandíbula ao crânio. Um dos sintomas mais comuns da DTM é justamente a dor de dente.

As principais causas para o surgimento de DTM são: mastigação incorreta, bruxismo, má oclusão dentária e traumas na região.

Abscesso dentário

O abscesso dentário é uma infecção que surge próximo à gengiva ou à raiz do dente. A infecção forma bolsas de pus, gerando uma inflamação aguda. As dores causadas por abscesso são intensas e demandam atendimento de urgência.

Para tratar o problema, é necessário buscar um dentista. Isso vai impedir o avanço da infecção, além de eliminar a dor. Se o tratamento não for realizado com rapidez, a bactéria pode se espalhar por outros órgãos do seu corpo.

Sensibilidade

A sensibilidade dentária é outra causa para a dor de dente. Ela pode ocorrer em função da retração gengival, bruxismo, oclusão, entre outros.

A dor causada pela sensibilidade tem intensidade que varia de um paciente para o outro. Para eliminar o problema, é necessário avaliar cada situação de maneira isolada e realizar o tratamento adequado.

Bruxismo

O bruxismo é uma disfunção que causa apertar e ranger de dentes, principalmente durante o sono. Dependendo da intensidade e da gravidade, ele pode gerar dores intensas, além de causar traumas e desgastes nos dentes.

De acordo com pesquisas recentes da Organização Mundial da Saúde, o bruxismo é um transtorno que afeta 30% da população mundial. Só no Brasil, de acordo com dados oficiais, 40% das pessoas sofrem com o problema. Inclusive, 15% das crianças avaliadas em um estudo da Faculdade de Odontologia da Unesp.

Pacientes com bruxismo devem buscar ajuda de um dentista o quanto antes. O profissional poderá indicar o uso de placas e outros tratamentos necessários para minimizar a ocorrência de danos à arcada dentária.

Problemas gengivais

Os problemas gengivais também são considerados comuns e atingem pacientes de diferentes idades. As doenças na gengiva são chamadas de doenças periodontais e podem estar associadas ao surgimento de dor de dente.

O não tratamento dos problemas gengivais pode favorecer o avanço de doenças mais graves, podendo levar, inclusive, à perda dentária.

Sinusite

A sinusite, assim como outras inflamações que acontecem em regiões próximas aos dentes, podem causar a sensação de dores no local. Por isso, não é incomum o surgimento de dor em razão da sinusite.

Paciente com gripes e resfriados fortes podem sentir uma espécie de pressão nas cavidades nasais. Como os seios faciais, dentes e respectivos nervos estão muito próximos, a dor pode se refletir nos dentes.

Esse tipo de dor causa uma sensação de incômodo em vários dentes. Portanto, se você tiver com algum sintoma gripal forte e/ou sinusite associada à dor em vários dentes, deve primeiro procurar um médico especializado. Caso a dor persista após o tratamento da sinusite, busque o suporte do seu dentista.

Como amenizar a dor de dente?

Como você viu até agora, há uma série de problemas que podem causar a sensação de dor. O remédio para dor de dente deve ser indicado a partir da análise de cada necessidade.

A seguir, listamos alguns remédios caseiros para dor de dente que podem ajudá-lo. Importante salientar que eles não eliminam a necessidade de buscar atendimento com um dentista.

  • Compressa fria no local: uma compressa fria pode ajudar a amenizar a sensação dolorosa, já que atua na redução do processo inflamatório.
  • Bochechos com água e sal: outro remédio caseiro para a dor de dente, o bochecho de água com sal limpa a boca e combate micro-organismos causadores de desconforto. Para fazer os bochechos, basta diluir uma colher de chá de sal em um copo de água e realizar bochechos de 30 segundos.
  • Alimentação líquida e/ou pastosa: para evitar a mastigação e o esforço na região, manter uma alimentação líquida ou pastosa enquanto o atendimento do dentista é aguardado pode ajudar.
  • Anti-inflamatórios e/ou antibióticos: o uso de medicamentos é uma solução rápida e eficiente para lidar com o problema da dor de dente. No entanto, esses medicamentos só podem ser utilizados mediante a prescrição do seu dentista, por isso, agende uma consulta para fazer a avaliação, entender as causas da dor e realizar o tratamento adequado.

Quais são os riscos da automedicação?

Assim que identificar uma dor de dente, entre imediatamente em contato com um dentista e agende uma consulta. Ele poderá resolver o problema da sua dor ainda em consultório. Caso precise aguardar pelo atendimento, solicite orientações ao profissional ou coloque em prática as dicas que mencionamos no tópico anterior.

A automedicação não é indicada, pois pode trazer consequências que vão de intoxicação, reações alérgicas, resistência a medicamentos e, em casos extremos, até mesmo a óbito. Ou seja, a utilização inadequada de medicamentos pode trazer problemas graves para a sua saúde, além de não resolver a causa originária da dor de dente. Portanto, o melhor remédio para dor de dente é visitar o dentista.

Por que é necessário consultar um dentista?

O dentista é o profissional que pode identificar a causa para a dor de dente. Conhecendo a causa, você pode tratar o problema.

Caso use medicamentos analgésicos e não investigue a origem da dor, a tendência é que o problema se agrave, até o ponto que a visita ao profissional seja inevitável. Somado a isso, você pode perder o dente e precisar de um implante.

O implante dentário é uma solução para quem tem um problema irreversível, mas pode ser evitado com visitas frequentes ao dentista e tratamentos preventivos.

Muitas pessoas acreditam que a dor de dente sempre está relacionada à cárie. Como você viu neste artigo, há uma série de situações que podem contribuir para o surgimento da dor, até doenças que não tem a ver com a saúde bucal.

Para lidar com o desconforto da melhor maneira possível e fazer uso do remédio para dor de dente de maneira adequada, busque o suporte e orientações de um dentista.

Você precisa de um remédio para dor de dente? Entre em contato conosco e agende a sua consulta com um profissional especialista da Odontoclinic.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!
Piercing no smile é aquele que aparece quando a pessoa sorri, mas será que ele faz mal para os dentes? Tire suas dúvidas!