Placa de Bruxismo: para quem é recomendada?

7 minutos para ler
Clínico geral: sempre uma solução ideal pra cuidar de você

O tratamento do bruxismo precisa ser feito utilizando a placa miorrelaxante em associação com outras medidas, conforme a necessidade de cada pessoa

Não é difícil entender o que é bruxismo. Essa condição, também conhecida como o ranger de dentes, se caracteriza por movimentos involuntários com a mandíbula e o maxilar. Isso provoca atrito entre os dentes e excesso de força nas arcadas dentárias. O tratamento envolve o uso da placa de bruxismo.

Entre os brasileiros, cerca de 40% da população sofre com bruxismo. Esse é um número preocupante porque esse problema pode causar sérias consequências para a saúde bucal e a qualidade de vida. Provoca, por exemplo, dor de cabeça, tensões musculares, desgastes, trincas e fissuras nos dentes.

Por isso, é muito importante identificar os sintomas e buscar a ajuda do dentista. Afinal, como a gente explicou, esse problema tem tratamento. Neste artigo você vai descobrir como ele é feito utilizando a placa miorrelaxante, ou estabilizadora. Continue lendo para saber mais!

O que é a placa de bruxismo e quem deve usá-la?

A placa de bruxismo é recomendada para pessoas que apresentam eventos recorrentes de ranger ou apertamento de dentes, durante a noite ou em estado de vigília. Ela faz parte do tratamento desse problema e contribui para desestimular as contrações musculares.

Também chamada de placa miorrelaxante ou estabilizadora, esse aparelho é confeccionado em acrílico transparente e personalizado para cada pessoa. É um dispositivo que se encaixa na arcada dentária para proteger os dentes.

O uso contínuo da placa evita contrações involuntárias dos músculos da face responsáveis pela mastigação. Isso acontece porque o volume do aparelho na boca começa reduzindo a potência da musculatura e, com o passar do tempo, os músculos se acostumam com o dispositivo e se mantêm relaxados.

Entretanto, vale lembrar que a placa de bruxismo complementa o tratamento desse problema. Ela sozinha nem sempre é suficiente, pois esse distúrbio pode ser provocado inclusive por condições psicológicas, que também precisam ser tratadas.

Quais são os benefícios do uso dessa placa?

O benefício imediato do uso da placa de bruxismo é a proteção dos dentes. Ela envolve a arcada dentária evitando o contato entre os dentes superiores e os inferiores. Assim, ainda que aconteçam os movimentos e a sobrecarga de força, a dentição não sente essas agressões e sua estrutura é preservada.

Como explicamos, o uso contínuo também promove uma espécie de reprogramação da musculatura. No início, há uma redução da força exercida, e depois os movimentos são inibidos. A pessoa não faz mais força rangendo ou apertando as arcadas.

Por consequência, temos uma melhoria dos sintomas que o bruxismo desencadeia. A qualidade do sono fica melhor, o descanso é mais reparador, evitamos as dores de cabeça, as tensões da musculatura da face, do pescoço e dos ombros, além de preservar a saúde bucal como um todo.

Isso é muito importante porque, como explicamos na introdução do artigo, o tratamento do bruxismo precisa ser feito porque esse problema pode trazer sérios prejuízos para os dentes e os tecidos que os sustentam. Provoca, por exemplo:

Como diminuir ou resolver o bruxismo?

Você viu que o tratamento do bruxismo não acontece somente com o uso da placa. Outras medidas também são necessárias de acordo com aquilo que está provocando o problema, afinal, o ranger de dentes pode ter diferentes causas, como:

  • desalinhamentos dentários;
  • uso de alguns medicamentos;
  • suscetibilidade genética;
  • refluxo gastroesofágico;
  • estresse e ansiedade.

Sendo assim, também pode ser necessário recorrer a outros especialistas, como ortodontista e uma equipe médica, conforme aquilo que foi identificado. Mas geralmente os quadros de bruxismo estão associados aos fatores emocionais.

O estresse e a ansiedade são os principais causadores desse problema, então, são necessárias ações que ajudem a minimizar as tensões. Veja a seguir algumas medidas que ajudam a reduzir ou até mesmo eliminar o bruxismo de forma associada ao uso da placa.

Comer alimentos mais leves à noite

O ideal é que a última refeição do dia seja a mais leve. Isso porque o nosso metabolismo já começa a ficar mais lento se preparando para o período de descanso, então, é importante que os alimentos ingeridos sejam de fácil digestão e não contenham substâncias estimulantes.

Um prato composto por alimentos leves vai evitar a ocorrência de refluxo durante a noite, prevenindo os desconfortos que podem favorecer o bruxismo. Em relação às substâncias que estimulam o organismo, o ideal é evitá-las para que o corpo e a mente relaxem.

É interessante deixar de lado o café, o excesso de açúcar e alguns chás que contenham cafeína. Você pode substituir por chás relaxantes, como de camomila e de erva-cidreira. Eles são uma boa alternativa por causa do efeito relaxante e calmante que essas plantas medicinais têm.

Controlar o estresse

O estresse e a ansiedade caminham juntos, e cada um deles contribui para o surgimento e o agravamento do outro. Ambos, como dito, levam à manifestação do bruxismo, então, é preciso buscar ao máximo um estilo de vida mais tranquilo.

A sobrecarga de tarefas é uma das grandes causadoras do estresse hoje em dia. Procure reduzir a quantidade de atividades ao longo do dia, delegue algumas tarefas para outras pessoas e diga não quando for inviável encaixar na sua agenda.

Existem muitas outras medidas que você pode adotar para reduzir o estresse, como:

  • evitar situações que geram tensão;
  • investir na qualidade do sono;
  • dormir a quantidade necessária de horas;
  • respeitar o tempo de lazer e descanso;
  • evitar conflitos;
  • procurar alternativas ao longo do dia para não se estressar, como rotas alternativas;
  • praticar atividades relaxantes, como yoga e meditação;
  • fazer sessões periódicas de massagem;
  • dar preferência aos alimentos menos estimulantes, evitando o consumo excessivo de cafeína.

Existem casos em que também é necessário recorrer à psicoterapia para controlar os quadros de estresse e ansiedade. Se for preciso, é interessante procurar a ajuda do psicólogo e realizar um tratamento ainda mais completo para o bruxismo.

Praticar atividades físicas

As atividades físicas também são grandes aliadas no tratamento de bruxismo. Isso porque elas contribuem para minimizar o estresse e a ansiedade, além de estimular a liberação de substâncias que trazem satisfação e sensação de alegria, permitindo que você durma melhor.

Fugir do sedentarismo ajuda o corpo a trabalhar de uma forma mais equilibrada. As tensões musculares são aliviadas, regulamos a circulação sanguínea e os batimentos cardíacos, entre muitos outros benefícios. E tudo isso se reflete no relaxamento do corpo e da mente.

A placa de bruxismo tem um papel muito importante no tratamento desse problema porque ela faz a reprogramação da musculatura e protege os dentes das agressões. Porém, é preciso observar cada caso de uma forma mais completa para que o bruxismo seja tratado na sua base, evitando que se manifeste de novo.

Sabia que muitas pessoas descobrem que têm bruxismo quando vão ao dentista? Aproveite e agende uma avaliação na Odontoclinic mais perto de você para saber se está tudo bem com seu sorriso.

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário