Língua fissurada: entenda as causas e como evitá-las

A língua fissurada é uma condição benigna que precisa de determinados cuidados de saúde bocal para se evitar incômodos e infecções

A chamada língua fissurada normalmente não é tida como perigosa ou problemática, pois é comumente associada a uma condição genética e, portanto, pode ser observada desde a infância. Contudo, ela é mais suscetível a certos incômodos e infecções quando não há cuidados básicos de saúde bucal.

Além disso, se apenas recentemente você notou a sua língua rachada, talvez não tenha a ver com genética, mas seja sintoma de algum problema de saúde. Isso porque existem enfermidades, deficiências e alterações no organismo que podem levar a essa mudança na aparência da língua. Para saber mais sobre isso, continue lendo e veja o que preparamos!

O que são rachaduras na língua?

Rachaduras na língua são ranhuras ou sulcos que aparecem de forma isolada ou por toda a superfície da língua, especificamente em seu dorso, ocasionando uma aparência enrugada. Normalmente, essa parte é mais lisa, mas há pessoas que apresentam as fissuras por conta de herança genética. Dessa forma, várias pessoas de uma mesma família podem ter língua fissurada.

Vale destacar que essas rachaduras podem se agravar com o passar dos anos, ou seja, com o aumento de idade. Mas a língua rachada é tida como uma condição benigna e não uma enfermidade bucal, isto é, não é seguida de sintomas e tampouco oferece riscos à saúde de quem a tem.

As ranhuras são semelhantes a cortes ou sulcos, tendo normalmente entre 2 e 6 mm. Nos casos mais profundos, o dorso da língua aparenta ter pequenas partes da superfície “cercadas” e “isoladas” pelas rachaduras, como “ilhas”.

Vale destacar que, se as rachaduras forem muito fundas ou largas, é importante buscar ajuda de um profissional de saúde bucal para avaliar se não há alguma alteração ou patologia envolvida. Além do mais, é preciso cuidado especial com a higienização da boca e especificamente da língua, porque restos de alimentos e sujeira podem acumular mais facilmente entre os sulcos.

Também é necessário cuidado com alimentos e substâncias ácidas, apimentadas ou quentes. Isso porque, a depender do caso, elas são capazes de provocar desconforto, ardência ou irritação na superfície da língua. Ainda é possível que você sinta algum tipo de dor e queimação e, inclusive, inchaço na língua ou perda de paladar.

Alguns desses desconfortos e sintomas podem indicar alterações no organismo, patologias ou deficiência de nutrientes. De qualquer forma, ao reparar em algum sintoma, sinal ou inconsistência em sua língua, lembre-se de buscar um especialista em saúde bucal para fazer um check-up odontológico.

Vale observar que a língua fissurada também é conhecida como língua rachada ou língua escrotal. Portanto, você poderá encontrar diferentes formas de se referir a ela. Então, você verá, a seguir, as diferentes situações que podem provocar o surgimento de ranhuras e sulcos na língua que sejam semelhantes a essa condição. Confira!

O que pode causá-la?

Separamos algumas das principais causas de rachaduras na língua.

Genética e hereditariedade

Como mencionado, a principal causa é genética. Caso você tenha língua fissurada e queira se certificar de que se trata de algo hereditário, basta verificar se outros familiares apresentam a mesma característica. Vale destacar que essa condição também pode ser associada a questões como:

  • síndrome de Down;
  • síndrome de Cowden;
  • síndrome de Melkersson-Rosentha;
  • síndrome de Sjögren;
  • psoríase;
  • acromegalia;
  • língua geográfica etc.

Deficiência vitamínica e de minerais

Uma alimentação deficiente em vitaminas (como a B12) e minerais, além de problemas no organismo que dificultam a absorção desses nutrientes, pode debilitar a estrutura da língua. Até mesmo a existência de vermes no organismo que interferem na absorção de ferro, provocando anemia, acabam contribuindo com essa condição.

Afinal, sem a nutrição adequada a língua fica mais vulnerável a fraturas e, consequentemente, ao aparecimento de rachaduras em sua superfície. Se houver dor associada às fissuras, pode ser falta de zinco, vitaminas do complexo B e o já mencionado ferro. Portanto, lembre-se de reforçar a sua alimentação!

Aliás, este e os próximos exemplos costumam ser chamados de casos agudos de língua fissurada ou casos agudos de fissura lingual. Agora que você sabe disso, vejamos as próximas situações que podem provocar as rachaduras na língua.

Distúrbios gastrointestinais

Distúrbios e doenças do trato gastrointestinal podem facilitar o surgimento de rachaduras na língua. Por exemplo, pancreatite, colite e gastrite. Outro problema comumente associado é o refluxo gastroesofágico. Isso porque vapores e ácido oriundos do estômago podem retornar para trechos mais elevados do sistema digestivo de modo a provocar erosão.

Portanto, se você sentir dores ou incômodos estomacais e perceber o aparecimento de fissuras na língua, é indicado buscar a ajuda de um gastroenterologista. Dessa forma, poderá lidar com ambos os problemas e, assim, melhorar a sua saúde.

Fatores diversos

Existem outros fatores capazes de provocar direta ou indiretamente rachaduras na língua como um de seus sintomas, fazendo parte dos casos agudos de língua fissurada. Veja alguns exemplos:

  • alergias alimentares;
  • ansiedade;
  • bruxismo — o atrito e ranger frequente dos dentes durante o sono, sem que se note, pode provocar uma elevada pressão também sobre a língua, causando as rachaduras. Nesse caso, é preciso tratar o bruxismo para que a língua consiga se recuperar;
  • desordens no sistema nervoso central;
  • diabetes — pode estar relacionada às fissuras, pois é uma doença que provoca marcas, placas brancas e problemas bucais que podem afetar a língua. Inclusive, é capaz de ocasionar boca seca (xerostomia) devido à hipossalivação, ou melhor, à redução da fabricação de saliva a partir do sistema nervoso autônomo. Essa situação facilita o aparecimento de rachaduras na língua;
  • estresse — momentos de muito estresse são capazes de enfraquecer o sistema imunológico, o que, por sua vez, podem proporcionar alterações na língua. Por exemplo, um esbranquiçamento e o aparecimento de ranhuras;
  • tabagismo e o hábito de fumar — a utilização de tabaco é capaz de provocar ressecamento na boca, o que favorece o surgimento de rachaduras na língua. Aliás, o hábito de fumar é capaz de ocasionar mudanças no fluxo salivar e no pH da saliva, comprometendo os aspectos naturais da língua e ocasionando problemas na sua aparência;
  • demais desequilíbrios orgânicos.

Além desses fatores, é preciso verificar bem o aspecto da língua para checar se eventuais mudanças se tratam realmente de fissuras ou se são, na verdade, feridas e alterações provocadas por outro problema que afeta esse órgão essencial para fala. E isso vale até mesmo para marcas de mordidas.

Por fim, saiba que a língua fissurada não é uma condição transmissível entre pessoas. Você pode ficar tranquilo nesse ponto!

Quais são os sintomas de língua fissurada?

A língua fissurada normalmente é assintomática. O que se destaca são as ranhuras, rachaduras ou sulcos na parte dorsal da língua, ou seja, é mais uma consequência estética.

Boa parte dos casos em que isso ocorre tem a ver com questões hereditárias e genéticas, podendo ser observada desde o nascimento. Com o tempo, as fissuras tendem a se acentuar.

No entanto, essas fissuras podem ser provenientes de fraturas e alterações no organismo por conta de doenças, desnutrição, hábitos etc. Há indícios que apontam para a existência da língua fissurada, porém, estão ligados mais frequentemente a certos problemas de saúde, como queimação e ardência, dor ao falar, mastigar e comer, coceira, entre outros.

Se perceber um desses problemas, vá até o espelho e observe a sua língua ou peça a alguém de sua confiança para que faça isso. Caso note as ranhuras e alguma inconsistência a mais, busque um dentista para obter um diagnóstico preciso. Dessa forma, poderá tratar qualquer mudança em sua boca da maneira adequada.

Quais são os agravantes do problema?

Como a língua fissurada não é plana nem uniforme, ela tem a tendência de acumular mais resíduos em suas rachaduras. Isso pode favorecer a proliferação de fungos, como candida albicans, e bactérias. Dessa forma, resulta em infecções capazes de causarem dor e incômodos, até mesmo dificultando a mastigação e a ingestão de alimentos.

O acúmulo de resíduos ainda pode influenciar no surgimento de mau hálito e ardência. A dor, porém, pode ter outros motivos além da falta de higiene e das infecções. Por exemplo, o já citado refluxo gastroesofágico e o uso de medicamentos.

tem tratamento para língua rachada?

A língua rachada, quando proveniente de condição hereditária e genética, é uma alteração benigna, ou seja, não é tida como uma doença da língua ou da boca. Portanto, não há exatamente um tratamento para língua fissurada. No entanto, por causa de seu aspecto rugoso é preciso uma boa higienização bucal para retirar resíduos das ranhuras e evitar infecções, ardência e outros problemas.

Caso tenha desenvolvido candidíase oral, será preciso buscar um especialista em saúde bucal para fazer um tratamento odontológico. Nessa situação, um medicamento antifúngico tópico poderá ser receitado pelo profissional. Para evitar esse fungo, é fundamental escovar e higienizar de forma constante a sua língua, além de visitar o seu dentista regularmente.

Se o que estiver provocando as fissuras for algum quadro de desnutrição, isto é, falta de vitaminas e minerais, será preciso melhorar a alimentação primeiro. Também é recomendado que você realize exames de sangue para identificar quais nutrientes estão em níveis abaixo do ideal, em seu organismo, para conseguir aumentá-los. Nesse caso, é preciso de ajuda médica especializada para auxiliar você nessa jornada.

Em resumo, é provável que o tratamento médico seja necessário se o surgimento das ranhuras se der por conta de uma das patologias, deficiências, hábitos ou outras das condições citadas anteriormente. Nesse tipo de situação, o foco será eliminar a causa da língua fissurada, ou seja, o problema maior que tem como sintoma o surgimento dos sulcos. Dessa forma, espera-se que as rachaduras diminuam ou desapareçam.

E se há ardência, dor ou outro incômodo?

Nesse caso, a principal orientação é buscar a ajuda de um dentista para que ele possa diagnosticar e proceder com o tratamento adequado. Ele poderá prescrever um analgésico tópico ou pomada anti-inflamatória para diminuir o desconforto e começar a lidar com uma potencial inflamação. Além disso, alguns alimentos, práticas e remédios caseiros podem aliviar esses incômodos, como:

  • realizar bochechos com bicarbonato de sódio e água;
  • tomar infusões de gengibre, pois ele é antisséptico e anti-inflamatório. Você também poderá inclui-lo em sua dieta;
  • acrescentar alho em sua alimentação, pois é um alimento antibiótico, antisséptico e antimicrobiano;
  • comer também mel, pois atua como antimicrobiano, anti-inflamatório e analgésico;
  • diminuir a ingestão de alimentos muito apimentados, salgados, quentes ou que contam com elevado nível de acidez, a fim de prevenir irritação ou ardência;
  • adotar práticas que são, em geral, benéficas à saúde oral. Por exemplo, diminuir a ingestão de álcool, evitar fumar, escovar os dentes e, principalmente, a língua.

Enfim, se você tem língua fissurada é essencial redobrar a atenção com a sua saúde bucal. É preciso ter cuidado com substâncias, alimentos e outros materiais que podem acumular mais facilmente nas ranhuras ou causar irritação nesses locais.

Como evitar as rachaduras na língua?

Se a condição for genética, não há como evitá-la. Mas, não se preocupe porque, nesse caso, ela não é e nem tem relação com uma patologia. Todavia, se você não apresenta essa condição e quer evitar o quadro agudo de fissura lingual, lembre-se de manter uma alimentação equilibrada e consulte periodicamente o seu dentista.

Dessa forma, você também poderá se prevenir de outros problemas que acometem a saúde bucal, como retração gengival, gengiva inflamada e demais doenças na gengiva. Também é importante você fazer um check-up médico de rotina para avaliar se não há problemas gastrointestinais e se não apresenta deficiência de vitaminas do complexo B.

Realizar uma boa higienização nos dentes, na língua e na gengiva é essencial para ter uma boa saúde bucal e evitar problemas que podem levar, até mesmo, a uma emergência odontológica. Isso é fundamental se você tiver língua fissurada, pois torna esse órgão mais sensível ao acúmulo de resíduos e agentes nocivos. Portanto, não se descuide da sua higiene oral!

Quer ficar por dentro de mais dicas e orientações para uma boa saúde bucal? Siga a Odontoclinic nas redes sociais (Facebook, Instagram, YouTube) e acompanhe as nossas postagens!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 Comentários

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!
Piercing no smile é aquele que aparece quando a pessoa sorri, mas será que ele faz mal para os dentes? Tire suas dúvidas!