Retração gengival: por que a gengiva retrai e como isso pode ser revertido?

7 minutos para ler

Lesões e agressões na gengiva fazem com que ela fique cada vez menor, deixando a raiz dentária exposta, mas é possível prevenir e tratar esse problema.

A retração gengival acontece quando a gengiva sofre algum tipo de agressão, seja por uma lesão, seja em função de doenças bucais, como a gengivite. Como resposta a essas situações agressivas, o tecido perde volume, fica cada vez menor e deixa de cobrir os dentes como deveria.

É importante lembrar que a gengiva tem o importante papel de promover a proteção das partes mais sensíveis dos dentes. Quando ela retrai, essas partes ficam expostas e ocorrem diversos sintomas — um dos principais é a sensibilidade dentária.

Você sabe o que pode causar a retração da gengiva? Neste artigo, explicamos quais são os principais sinais desse problema, as complicações que ele pode gerar e o tipo de tratamento adequado. Confira!

Quais são as causas da retração gengival?

A gengiva faz parte do periodonto, conjunto de tecidos que protege os nossos dentes e faz com que eles se mantenham presos na boca. A gengiva é responsável por proteger a raiz dentária, para que ela não sofra agressões do meio externo.

É muito importante que os nossos dentes sejam recobertos, na medida certa, pelo tecido gengival. Quando acontece um processo de retração, a gengiva fica muito pequena e deixa as partes sensíveis expostas.

Como explicamos anteriormente, esse problema pode acontecer por causa de lesões ou de algumas doenças bucais. A seguir, explicamos os principais fatores que podem fazer com que a gengiva fique retraída.

Escovação com força

Há algumas décadas, era comum acreditar que os dentes só ficavam limpos ao colocar bastante força na hora de fazer a escovação. Até hoje, muitas pessoas ainda acreditam nisso, mas a verdade é que usar muita força na hora de escovar os dentes pode causar retração gengival.

Isso acontece, principalmente, quando utilizamos escovas com cerdas mais firmes. Elas provocam lesões na gengiva, já que esse é um tecido muito delicado. Quando essas agressões acontecem de uma forma contínua, aos poucos, a gengiva vai encolhendo.

Trauma na gengiva

Também pode acontecer de a gengiva ficar com menos volume quando sofre algum tipo de trauma — é o caso de cortes ou pancadas. Ela se recupera e acaba ficando menor do que era antes, recobrindo os dentes de forma insuficiente.

Não são apenas grandes acidentes que traumatizam a gengiva. Até mesmo durante a escovação isso pode acontecer, seja em função das cerdas duras de uma escova, seja por causa de pancadas com a própria escova. 

A retração da gengiva também acontece ao morder objetos que causam machucados ou quando comemos algo duro demais.

Gengivite

A gengivite é uma doença na gengiva que se caracteriza por um processo inflamatório, causado pelo acúmulo de placa bacteriana. Esse problema começa de uma forma sutil, mas, com o passar do tempo, as bactérias provocam cada vez mais agressões, agravando e estendendo a inflamação.

Como a gengiva é lesionada, o quadro de gengivite também pode fazer com que ela fique retraída. Vale lembrar que, se não for tratada, essa inflamação pode começar em apenas um dente ou uma pequena região da boca e se estender por toda a arcada.

Periodontite

A periodontite é uma complicação da gengivite que não recebe o tratamento adequado. Como você viu, a inflamação na gengiva tende a se agravar se não for combatida. Ela se estende para além da gengiva, alcançando os demais tecidos que sustentam os dentes.

O Guia completo da saúde da gengiva

Esse é um problema muito mais grave do que a gengivite. A periodontite não só provoca a retração da gengiva, como também pode causar a perda de tecidos importantes, como o osso alveolar — camada delgada que fica em torno da raiz dos dentes.

Quais são os principais sinais da retração da gengiva?

Como a retração gengival deixa as partes sensíveis do dente mais expostas, ela provoca uma série de sintomas, que ajudam a diagnosticar esse quadro. A seguir, confira os três principais.

Sensibilidade dentária

O tecido que compõe a raiz dos nossos dentes é mais poroso do que a coroa, parte que fica para fora da gengiva. Quando acontece a retração gengival e essa porção fica exposta, a sensibilidade se manifesta, porque as reações nervosas são mais intensas na raiz dentária.

Bolsas gengivais

Outro importante papel da gengiva é proteger os tecidos mais profundos contra a ação de bactérias e suas toxinas. Quando acontece a retração gengival, os micro-organismos conseguem se instalar com mais facilidade, o que causa inflamações e infecções. Elas formam as bolsas gengivais, que são espaços entre a gengiva e o dente.

Mau hálito

O mau hálito costuma acontecer quando há um acúmulo de placa bacteriana ou quadro de gengivite ou periodontite. As bolsas gengivais indicam que a retração está mais avançada e causando complicações.

O que a retração gengival pode causar?

Nos tópicos anteriores, citamos alguns problemas que a retração da gengiva pode causar. São eles:

  • sensibilidade;
  • acúmulo de bactérias;
  • gengivite;
  • bolsas gengivais;
  • periodontite.

Esse último problema exige muita atenção, pois afeta os tecidos profundos, fazendo com que os dentes percam a sua base de sustentação. Com o tempo, se o problema não for tratado, o dente pode até mesmo cair.

Como a raiz dentária é mais sensível, ela pode sofrer um processo de erosão — desgaste que acontece por causa da perda de minerais da estrutura do dente. A erosão é causada pelo consumo de alimentos muito ácidos e pela alteração do pH da boca — quando não escovamos os dentes de maneira adequada, por exemplo.

Outro problema que pode acontecer em função da retração gengival são as cáries radiculares, ou seja, aquelas que afetam as raízes. Você sabia que a raiz do dente também pode sofrer esse tipo de agressão? O risco aumenta por causa da perda de minerais do tecido.

Por fim, até mesmo a estética do sorriso pode ser prejudicada pela retração da gengiva. O encolhimento dela provoca assimetria nas bordas gengivais, fazendo com que o dente pareça mais alongado do que os outros e tornando o sorriso desarmônico.

Retração gengival: por que a gengiva retrai e como isso pode ser revertido?

Qual é o tratamento para a retração gengival?

Apesar de todas essas complicações que a retração da gengiva pode causar, a boa notícia é que esse problema tem tratamento. Quando ele ainda não está muito intenso, é possível eliminar o que está causando as agressões para que a gengiva se recupere de uma forma natural. Trocar a escova e evitar o excesso de força durante a higienização são bons exemplos.

Se houver complicações ou uma retração muito severa, é preciso passar pela avaliação de um especialista em periodontia para identificar qual é a melhor alternativa em cada caso.

A retratação pode ser tratada por meio de plásticas gengivais, fazendo enxertos no local onde falta tecido. Além disso, pode ser utilizada uma lente ou faceta para proteger a raiz do dente, evitando contato com o meio externo. Em alguns casos, uma proteção com aplicação de resina pode ajudar.

Para pessoas que desenvolvem complicações, o tratamento é personalizado de acordo com o problema. Por isso, reforçamos a importância de se consultar com um bom dentista, para fazer uma avaliação completa.

Na Odontoclinic, você conta com um time de especialistas para identificar a causa da retração gengival, fazer o tratamento e adotar medidas para evitar que esse problema se manifeste. Não se esqueça de observar possíveis sintomas e procurar um profissional o quanto antes, para dar início ao tratamento e evitar uma piora da sua saúde bucal.

Como a retração da gengiva e outros problemas começam de forma discreta, agende uma consulta na Odontoclinic mais perto de você para fazer uma avaliação completa!

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário