Mancha branca na gengiva: entenda quais são as causas e os tratamentos

Escovar os dentes é uma atitude tão automática, que muita gente não repara em alguns detalhes ao longo do processo. Um deles é observar se há alguma mancha branca na gengiva.

A mudança na coloração natural pode ser um sinal de exposições a substâncias químicas, má higienização dos dentes ou doenças periodontais. Mas tudo dependerá de um diagnóstico preciso de um dentista.

De olho em seu entendimento, elaboramos este post com informações precisas e imperdíveis sobre o assunto. Acompanhe!

Entenda o que pode ser a mancha branca na gengiva

A presença de uma mancha branca na gengiva pode ter várias causas, mas há indicações que revelam possíveis traumas, inflamações, falta de higiene bucal etc.

Por isso, caso você perceba algo anormal, a dica é procurar um dentista, pois, somente esse profissional poderá destinar um diagnóstico correto, com as melhores formas de tratamento.

Frequentemente, o problema pode ter origem em mordidas, principalmente para quem sofre de bruxismo. Nesses casos, a mancha pode aparecer na região da bochecha, conhecida como linha Alba.

Mas também tem origem na candidíase oral, afta ou leucoplasia, além de muitos outros fatores, como veremos agora.

Veja quais são as suas principais causas

Uma gengiva saudável tem consistência firme, sempre reflete uma coloração próxima do cor de rosa pálido, ou seja, se um desses aspectos estiver com alguma alteração, é hora de se consultar com um dentista. Veja algumas causas.

Tártaro

Caracterizado pelo acúmulo da placa bacteriana por conta da má higienização dos dentes, principalmente quando não se utiliza o fio dental, o tártaro pode ser um causador de mancha branca na gengiva.

Como atitude preventiva, busque sempre fazer uma higienização correta e bem detalhista. Utilize creme dental com flúor, escove os dentes após todas as refeições e faça visitas rotineiras ao dentista.

Nascimento do siso

Também conhecido com os dentes do juízo, o nascimento dos quatro sisos pode causar mancha branca na gengiva perto do dente. Isso acontece em razão de uma possível inflamação em desenvolvimentos anormais, gerando dores e sangramentos.

É importante informar que os sisos não nascem em todas as pessoas, pois o processo evolutivo fez com que inúmeros organismos dispensassem a sua necessidade, tendo em vista que ele era útil no período pré-histórico para ajudar na mastigação de alimentos mais pesados, como carnes de animais selvagens.

Por isso, há quem opte em retirá-los. Geralmente, eles nascem no final da adolescência ou início da fase adulta, frequentemente entre os 16 e 20 anos. Caso você sinta dores nesse momento, procure imediatamente um dentista.

Estomatite

Quando há a proliferação de microrganismos na boca, existe o risco de desenvolvimento da estomatite, outra causa de manchas na gengiva, além de gerar dores na região afetada.

A estomatite é consequência de vários fatores, como uma ferida, ruptura de vasos sanguíneos ou em razão de doenças neoplásticas — que atingem a mucosa gengival. Nesses casos, o escurecimento da gengiva acaba sendo mais uma característica do problema.

Uso de medicamentos

Há efeitos de alguns medicamentos, como a minociclina, indicada para infecções, que podem causar mancha branca na gengiva.

Se você perceber isso, procure um dentista para realizar uma análise da situação. Afinal, somente o profissional especializado pode destinar um diagnóstico preciso e baseado em informações científicas devidamente comprovadas.

Excesso de melanina

A produção em excesso da melanina patológica, situação que acontece quando uma pessoa é portadora do câncer de pele, também pode provocar manchas na gengiva.

A situação não acomete 100% dos pacientes, mas existe uma porcentagem considerável em razão da proliferação de melanócitos. Tratam-se das células que produzem exatamente e melanina.

Esse é um fato que já faz parte da natureza das pessoas negras, grupo que tem maior propensão para ter mancha branca na gengiva, sendo frequentemente um incômodo de mero caráter estético — sem dados que possam afetar negativamente à saúde.

Gengivite

A gengivite é explicada por uma inflação que atinge essa parte da boca, podendo ser causada por vários motivos, como cáries, tártaro, utilização incorreta de aparelhos ortodônticos, entre outros.

Como consequência, podem surgir dores, inchaço e incômodos na gengiva. Para evitar que se transforme em uma complicação maior, como periodontite, é preciso procurar logo nos primeiros sinais um dentista de sua confiança.

Periodontite

Caso a gengivite não seja devidamente tratada, ela pode evoluir para a periodontite, formada pela ação da placa bacteriana. Com o tempo, ela pode atingir a parte de baixo da gengiva, trazendo sérias consequências. Entre elas, estão as toxinas produzidas pelos microrganismos, o que influencia na ocorrência de irritação na gengiva, língua branca e inflamações.

A situação se agrava quando são criados espaços que contribuem com a entrada das bactérias em regiões internas do organismo, podendo atingir a corrente sanguínea. O problema é tão grave, que pode gerar até mesmo a necrose de alguns tecidos.

No entanto, o que acontece de mais comum é o mau hálito, sangramento, amolecimento dos dentes, dores na região atingida e também os sintomas citados no caso da gengivite.

Má alimentação

Quem não investe em uma alimentação balanceada compromete o sistema imunológico pelo fato do organismo ficar com déficit de determinados nutrientes e sais minerais.

Dessa forma, ocorre uma resposta ineficiente no combate às infecções, como as que atingem a gengiva. Ou seja, a falta de cuidado com a nutrição pode agravar os casos de mancha branca ao redor dos dentes.

Implantação de amálgama

Existe uma descoloração natural das gengivas com o decorrer do tempo. Em geral, elas são formadas no momento em que partículas de preenchimento prateado se fixam nos tecidos da boca.

Existem casos de manchas que atingem quem utiliza dentes postiços, pelo fato das partículas do metal se alojarem dentro da gengiva, podendo ser pretas, azuis ou cinzas. Muitas vezes, formam desenhos que lembram uma tatuagem.

Apesar de serem inofensivas, essas manchas podem ser retiradas pelo dentista, principalmente para você investir em sua autoestima.

Ausência de atitudes preventivas

Quem não tem o hábito de visitar um dentista, pelo menos, uma vez a cada seis meses corre o sério risco de desenvolver várias doenças na boca, descobrindo somente quando os sintomas estiverem latentes.

Para não chegar nessa situação, como acontece também com as manchas brancas ao redor dos dentes, crie uma rotina de idas preventivas ao consultório odontológico.

Afinal, as visitas periódicas são fundamentais para manter a saúde bucal em dia. Isso porque existem inúmeras causas e tratamentos para mancha na gengiva. Portanto, a prevenção sempre é o melhor caminho.

Descubra o que fazer ao perceber a mancha branca na gengiva

Diante dos sintomas como dores, inflamação e sangramento na gengiva, sem falar na aparição das manchas brancas, é preciso agir rápido para evitar possíveis complicações ou até mesmo o surgimento de vários tipos de doenças, como citados acima.

Caso você perceba algo incomum ou veja uma mancha branca na gengiva ao escovar os dentes, a dica primordial é procurar um dentista. Quanto mais você procrastinar essa atitude, mais grave poderá se tornar a situação.

Assim, se você ver manchinhas, observar inchaço, vermelhidão ou mesmo uma inflamação, não tente resolver sozinho, pois a automedicação é uma grande vilã e causa problemas ainda piores.

Por isso, procure sempre um consultório odontológico. E a dica vale mesmo em situações corriqueiras, como uma mordida malsucedida, a ingestão de um alimento muito quente ou por conta de uma pressão na boca.

Fuja das receitas caseiras e não espere mais do que uma semana para procurar um dentista, pois, somente esse profissional terá um olhar especializado, oferecendo os melhores e mais eficazes tratamentos.

Entenda como tratar a gengiva com mancha branca

Sabendo-se que existem várias causas para o surgimento de mancha branca na gengiva, há vários tipos de tratamentos que poderão ser indicados pelo dentista.

No caso de algumas doenças bucais é necessário o uso de medicamentos específicos, como para candidíase ou afta. Já em situações de traumas originários por mordidas, a solução pode ser uma abordagem no próprio consultório.

Afta pode ser tratada com água com bicarbonato ou pomadas básicas, tudo sob recomendação de um profissional. Procure sempre manter a sua higienização bucal por meio da escovação e uso do fio dental. Dessa maneira, a sua boca fica livre das bactérias, evitando inúmeros tipos de infecções.

Vale ainda evitar alimentos que sejam muito ácidos ou com grande quantidade de açúcar, sempre colocando em prática as orientações destinadas pelo dentista.

Procedimentos odontológicos

Para obter um diagnóstico preciso, o dentista fará um estudo minucioso sobre o histórico do paciente, observando se existe algum fator de risco que esteja agravando os sintomas. Dentro dessa análise, há variantes que são bem perceptíveis, como o tabagismo e uso de medicamentos.

Além disso, o profissional vai realizar um exame na boca do paciente, sempre de olho em sinais de tártaro, placa bacteriana ou sangramentos.

Outra atitude é a medição da profundidade da cavidade entre os dentes e gengivas. Caso seja necessário, radiografias dentárias serão solicitadas, sendo uma excelente ferramenta para ajudar na avaliação da possível perda óssea dos dentes, o que ocasiona em profundas cavidades entre as gengivas.

Conheça os tipos de tratamento para mancha branca na gengiva

Existem diversos tipos de abordagens para reduzir ou eliminar as manchas brancas na gengiva. Na maior parte dos casos, é preciso combater as causas do problema e não simplesmente as consequências.

Assim, os resultados são bem mais eficientes. Em casos de estomatite, por exemplo, o dentista prescreverá analgésicos e antivirais, com foco na eliminação do agente causador.

Se o problema tiver como origem o tártaro, ele deverá ser removido por meio de utensílios apropriados juntamente de um jato de bicarbonato. Trata-se de uma técnica que deixa os dentes mais lisos, afastando o acúmulo da placa bacteriana.

No caso do melanoma bucal, quanto mais cedo for descoberto, maiores serão as chances de sucesso ao longo do tratamento. Afinal, ele representa um sinal de estado avançado do câncer. Se já estiver nesse estágio, haverá a necessidade de cirurgia para a retirada do tumor, com possíveis sessões de radioterapia.

Portanto, para evitar o agravamento do problema, tenha sempre em mente a importância dos exames preventivos e consultas regulares ao dentista. Assim, certamente, você sempre estará protegido desses males.

Entenda o motivo da prevenção ser a melhor opção

Se a sua gengiva estiver escura e houver a sensação de dores, sangramentos e inchaços, acenda o sinal vermelho. São fatores que exigem uma ida a um consultório odontológico. Mas, não é preciso chegar a esse ponto para tomar uma atitude em prol da sua saúde bucal.

O ideal é investir na prevenção, pois tudo o que é descoberto com antecedência causa menos sofrimentos e a cura chega em uma velocidade muito maior. Por isso, quem tem atitudes preventivas consegue obter uma porcentagem bem melhor de sucesso nos tratamentos.

Dessa forma, jamais uma gengivite se transformará em periodontite ou um melanoma bucal se tornará irreversível. Por isso, observe constantemente a coloração das suas gengivas. Analise no espelho e fique atento a possíveis sinais de mudanças. Afinal, as manchas surgem sem causar dores, em uma aparência discreta.

É nessa hora que você deve procurar o profissional especializado para cortar o mal pela raiz. Ao manter a saúde bucal em dia, você terá mais autoestima, confiança e motivação para viver melhor e com qualidade. São atitudes que evitam também a perda de dentes, muitas vezes ocasionadas por desleixo, ou seja, a prevenção é essencial para quem quer investir em si mesmo e na conquista do amor-próprio.

Mas, para isso, nada melhor do que sempre contar com um acompanhamento periódico de um dentista. Busque profissionais qualificados e clínicas que tenham credibilidade em sua cidade ou região. E vale a pena sempre se lembrar das ações que não podem fugir do seu checklist diário, tais como:

  • escove os dentes após as refeições e antes de dormir;
  • utilize o fio dental, pelo menos, uma vez por dia, principalmente antes de deitar;
  • diminua o consumo de alimentos açucarados;
  • evite o consumo de bebidas alcóolicas;
  • não fume;
  • faça visitas frequentes ao dentista.

Seguindo as nossas dicas sobre mancha branca na gengiva, certamente, você terá uma qualidade de vida e menos problemas, sempre com a certeza de que a saúde deve vir em primeiro lugar.

Viu como é importante cuidar da saúde bucal? Percebeu que há preocupações que vão bem além dos dentes? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais para espalhar estas informações!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
O atestado odontológico é válido para abonar faltas? Quantos dias? E horas? Esclareça suas dúvidas nesse post!
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!