Você sabia que dentistas podem fazer harmonização facial?

9 minutos para ler
agendamento

O dentista também é seu aliado na hora de valorizar a aparência do rosto, corrigindo imperfeições e destacando sua beleza com a harmonização facial

Todo mundo tem algum detalhe no rosto, mais discreto ou não, que gostaria de mudar, já reparou? Isso pode ser tanto uma característica natural ou mesmo marcas do processo de envelhecimento. De toda forma, essas imperfeições mexem com nossa autoestima, mas a harmonização facial consegue corrigir.

Ela é realizada por meio de procedimentos que minimizam rugas, devolvem o volume da pele, suavizam contornos, tratam a flacidez e assim por diante. São diversas opções para melhorar aspectos do rosto e valorizar a sua própria beleza. E esses tratamentos também são realizados por dentistas!

Para entender como funciona, conversamos com uma especialista no assunto, Karen Ballan Sega, dentista especializada em Odontologia Estética e franqueada Odontoclinic. Vem com a gente para saber mais!

O que é harmonização facial?

Harmonização facial é um procedimento que envolve o uso de uma ou mais técnicas estéticas para corrigir imperfeições e melhorar características do rosto. O intuito é promover simetria e equilíbrio, para que todo o conjunto da face esteja harmônico.

Essas técnicas são simples, com quase nenhum risco, quando realizadas por profissionais competentes. “São procedimentos pouco invasivos, sendo que o paciente quase sempre pode voltar às suas atividades normais no mesmo dia ou no dia seguinte”, explica Karen.

Quais técnicas são empregadas na harmonização?

Segundo Karen, várias partes do rosto podem ser valorizadas com a harmonização facial, como:

  • nariz;
  • sobrancelhas;
  • queixo;
  • mandíbula;
  • bochechas.

Diversos aspectos são corrigidos, como a flacidez da pele, rugas e perda de volume. Todos eles dependem de cada pessoa, seja na questão da idade ou dos cuidados mais ou menos intensos com o rosto. Por isso, existem várias técnicas, e a seguir apresentamos as principais.

Preenchimento com ácido hialurônico

O ácido hialurônico é produzido naturalmente pelo corpo humano. Com o passar do tempo, essa produção reduz e aparecem os sinais de envelhecimento. “A gente perde coxins gordurosos, colágeno e existe a reabsorção óssea, por isso a pele cai com o passar dos anos”, Karen explica.

Nesses casos, as injeções de ácido hialurônico têm uma boa eficiência. Elas costumam ser aplicadas nos lábios, na mandíbula e no queixo. É um gel translúcido que preenche os lugares com perda de gordura e reabsorção óssea, devolvendo a firmeza e o viço da pele.

Bioestimuladores

Como a queda da produção de colágeno é um processo natural, a solução é usar os bioestimuladores. Essas substâncias são injetadas em áreas específicas (como diversos pontos do rosto) e estimulam o corpo a produzir colágeno de novo, suavizando os sinais de envelhecimento.

Vale dizer que, em geral, a produção do colágeno começa a diminuir por volta dos 25 anos. Mas no caso de pessoas que fumam, tomam sol sem proteção e têm uma alimentação ruim, isso pode acontecer até antes.

Rinomodelação

Essa técnica da harmonização facial melhora o aspecto e os contornos do nariz, mas sem cirurgias. Na rinomodelação, corrigimos características como a ponta voltada para baixo, aplicando também o ácido hialurônico.

Ultrassom microfocado

Promove efeito lifting utilizando calor para combater a flacidez. As ondas do ultrassom mapeiam a estrutura da pele em camadas profundas, identificando as áreas que precisam ser tratadas. Depois, aquecem o local, estimulando a produção de colágeno.

Lipoaspiração de papada

Não envolve procedimentos invasivos e, sim, utiliza uma enzima produzida pelo nosso próprio corpo, o ácido deoxicólico. Ele consegue quebrar moléculas de gordura, então, quando injetado na região da papada, elimina naturalmente a gordura que está ali.

Toxina botulínica

A toxina botulínica promove uma paralisia transitória dos músculos. Costuma ser aplicada na região da testa e dos olhos para suavizar rugas e linhas de expressão e para corrigir o ângulo da sobrancelha ou levantá-la. Também é uma alternativa para as linhas que se formam na região da boca, como o bigode chinês.

Bichectomia

É uma pequena cirurgia realizada pela parte interna da bochecha, com acesso pela boca; por isso, não deixa cicatrizes. São retiradas as bolas de Bichat, gordura que dá volume para as bochechas, deixando o rosto arredondado. A bichectomia é indicada para quem tem a face muito volumosa e quer definição.

Microagulhamento

É parecido com a acupuntura. Também utiliza agulhas muito finas para fazer microperfurações na pele, mas de uma forma localizada para que o efeito aconteça apenas no lugar que se deseja tratar.

As agulhinhas causam microlesões onde são inseridas. Com isso, o organismo é estimulado a iniciar um processo de regeneração. Ele produz colágeno e outras fibras naturais da pele, tratando a flacidez, marcas de envelhecimento e até mesmo cicatrizes, como de acne.

Peeling químico

Estimula a descamação da superfície da pele. Para isso, são utilizadas substâncias ácidas que fazem a pele mais velha se soltar, renovando todo o tecido. As linhas de expressão são suavizadas e o tom da face fica mais uniforme, minimizando manchas.

O dentista pode fazer harmonização facial?

“O dentista pode fazer, sim, mas ele precisa ter experiência e especializações na área. Por mais que não sejam invasivos, são procedimentos delicados”. Essa explicação da especialista em Odontologia Estética já responde à pergunta, certo?

A harmonização facial pode ser feita por dentistas porque esses profissionais estudam a área da cabeça e do pescoço. Têm conhecimentos amplos da anatomia e das características dessa região, estando aptos para realizar procedimentos diversos ali.

Porém, você viu que a Karen explica que o dentista precisa fazer especializações. Cada técnica deve ser aplicada de um modo; então, para que o profissional possa oferecer aos pacientes, ele precisa se especializar.

Quais são as vantagens de fazer harmonização com o dentista?

harmonização facial

Biomédicos e dermatologistas também fazem harmonização do rosto, mas escolher um dentista permite realizar procedimentos que se complementam. “O bacana do dentista é que, na mesma clínica, como é o caso da Odontoclinic, você pode fazer também um tratamento para os dentes, tendo um resultado bem interessante”, Karen esclarece.

Escolhendo o dentista, você trata sua pele, as formas e contornos do rosto e o seu sorriso. Sua imagem fica mais valorizada porque, enquanto você ressalta seus lábios e elimina rugas, por exemplo, pode corrigir dentes tortos, inclusive, utilizando um dos tipos de aparelho estético, para não impactar a imagem. Ou mesmo fazendo algum clareamento para deixar o sorriso ainda mais bonito.

Não é preciso procurar um profissional para cada procedimento. Um dentista com formação ampla oferece tudo isso para você. Essa opção é mais prática e traz resultados melhores, já que dá para planejar a harmonização.

Então, como escolher o melhor profissional?

Observar se o dentista tem especialização em Estética é o primeiro cuidado que você deve ter, mas Karen também alerta sobre a experiência do dentista. “Isso evita os exageros, como quando os profissionais usam muito ácido e o efeito não é o esperado”.

Outra coisa que faz diferença é o atendimento. Você precisa de um profissional que trabalhe de forma humanizada, com atenção às suas queixas e aos resultados que deseja. Essa é uma das vantagens da Odontoclinic, e a própria Karen dá o exemplo.

“Quando o paciente chega para fazer uma avaliação, eu gosto de entender a insatisfação, porque a pessoa precisa querer. O que eu faria nem sempre é o que paciente deseja, por isso, encontrar um dentista que escute o que você quer de verdade conta muito”.

Quanto tempo a harmonização vai durar?

A harmonização da face tem uma duração variada, pois depende da técnica e da resposta do organismo. O corpo de algumas pessoas absorve mais rapidamente as substâncias utilizadas, enquanto outros demoram mais.

Segundo a especialista, o ácido hialurônico dura até um ano e meio; já toxina botulínica, até 4 meses. O bioestimulador continua ativo por até dois anos! Mas também existe procedimento facial com resultados definitivos, como a bichectomia e a lipoaspiração de papada.

Quanto custa fazer a harmonização facial?

O investimento para a harmonização facial varia, pois cada procedimento tem uma precificação diferente. O valor também muda dependendo da clínica e do profissional.

Mais um fator que influencia o orçamento é a sua própria necessidade. Correções mais sutis não têm o mesmo valor das mais extensas. Além disso, quando são feitas as segundas aplicações, o orçamento costuma ser menor.

Karen traz como exemplo o ácido hialurônico. Na primeira vez, podem ser usadas de quatro a cinco seringas; na manutenção, costumam ser necessárias apenas uma ou duas. Então, a diferença de preço também ocorre nessas situações.

Para que você possa fazer a harmonização facial respeitando os resultados que deseja, com segurança e por um valor que cabe no bolso, é importante procurar uma boa clínica. Na Odontoclinic, temos ótimos especialistas e um atendimento reconhecido no mercado, para que o foco seja você e sua satisfação com a autoimagem.

Cuide da sua aparência com quem entende do assunto. Agende uma consulta na unidade Odontoclinic mais próxima para que os nossos especialistas ajudem você a viver a sua melhor versão!

Estética odontológica
Posts relacionados

Deixe um comentário