Muito mais que estética: saiba as causas e por que é necessário corrigir os dentes tortos

Dentes encavalados podem causar grande desconforto. Muito além da estética, o uso de aparelho ortodôntico faz com que você tenha mais saúde e bem-estar.

Dentes encavalados e tortos: você sabia que essa é uma das principais causas que fazem com que pessoas de todo o mundo visitem o dentista em busca de um tratamento? De acordo com uma pesquisa da Associação Americana de Ortodontia (AAO), cerca de 66% da população sofre com algum problema relacionado ao mau posicionamento dentário.

Muitas dessas pessoas buscam alternativas de tratamentos para alinhar os dentes, por isso, a correção desse problema é um tratamento muito comum e fundamental na busca por um sorriso mais bonito — e por uma melhor qualidade de vida.

Neste artigo, você confere algumas das principais razões para o alinhamento dos dentes tortos e por que é importante buscar tratamento ortodôntico para resolver essa situação. Acompanhe!

Quais são as principais causas dos dentes tortos?

Muito além da questão estética, os dentes tortos podem causar complicações na saúde bucal e na rotina dos indivíduos. Muitas pessoas usam aparelho durante a infância e adolescência, e precisam retomar o tratamento após um tempo, em razão da movimentação dos dentes.

O problema, clinicamente chamado de apinhamento dentário, também é conhecido por termos como “dentes encavalados”, “inclinados”, “entramelados”, “torcidos”, entre outros. Independentemente da nomenclatura, a questão mais importante que envolve o assunto é que todas as pessoas que passam por isso devem ser avaliadas por um profissional da área de odontologia.

Antes de falarmos sobre a importância de buscar suporte especializado, responderemos a uma pergunta muito frequente sobre o assunto: o que favorece o surgimento ou o desenvolvimento, ao longo do tempo, do desalinhamento dos dentes? Elencamos, a seguir, as principais causas. Confira!

Herança genética

As crianças podem herdar problemas de má oclusão — quando os dentes não fecham corretamente — dos pais e, em razão disso, necessitar do uso de aparelhos ortodônticos. A questão genética é muito presente nas características e no formato dos dentes, por isso, dentes tortos podem estar associados a essa questão.

Hábitos da infância

O uso de chupetas e mamadeiras, e o hábito de chupar o dedo — principalmente quando estendidos por longos períodos — podem favorecer o surgimento de problemas no alinhamento dental.

A criança deve realizar acompanhamento odontológico desde cedo. O odontopediatra atua preventivamente, orientando e ensinando sobre cuidados com a saúde bucal, além de contribuir para a realização dos tratamentos necessários.

Respiração pela boca

Ao perceber que as crianças respiram constantemente pela boca, é necessário procurar um médico especialista (otorrinolaringologista), pois esse hábito também pode favorecer o desenvolvimento de dentes tortos.

O suporte de um odontopediatra deve ser feito desde os primeiros anos de vida. O profissional vai acompanhar eventuais problemas, como a respiração pela boca ou o uso de chupeta, orientando os pais com relação aos procedimentos que devem ser tomados para evitar a má-formação dental.

Empurrar a língua entre os dentes

Outro problema diretamente relacionado aos dentes tortos é o hábito de empurrar a língua entre os dentes. Quando frequente, ele pode causar danos importantes na arcada dentária, exigindo um tratamento para alinhamento — somado à alteração do hábito.

Vale verificar, com o seu ortodontista, quais são as principais estratégias para ajudar no processo de mudança de hábito, bem como a identificação do aparelho ortodôntico adequado para as suas necessidades. 

Bruxismo

O bruxismo é um distúrbio que se caracteriza pelo ato de apertar ou ranger os dentes de forma involuntária. O que pouca gente sabe é que, além do desgaste dental, o problema pode causar inflamação nas gengivas e o desalinhamento dos dentes.

Geralmente, o desalinhamento em pacientes com bruxismo está associado à má qualidade dos tecidos de apoio. O problema costuma aparecer no longo prazo, por isso, muitas pessoas não associam o bruxismo a ele.

Dentes em excesso

O excesso de dentes — bem como suas dimensões — é outra causa comum, que interfere diretamente no alinhamento dos dentes. Contar com a orientação de um bom profissional é fundamental para identificar se o seu caso necessita da extração por conta de dentes em excesso, ou se apenas é necessário realinhar sua arcada dentária.

O que acontece se eu não tiver os dentes alinhados?

Muitas pessoas optam por não corrigir os dentes encavalados, principalmente nas situações em que não existe um problema específico na mastigação ou na mordida, que afete a funcionalidade da região.

É importante ter em mente que inúmeros transtornos podem surgir quando os dentes não estão alinhados. Além das questões estéticas, veja alguns dos principais problemas que você pode evitar ao buscar um tratamento ortodôntico.

Dificuldade de higienização

Quando você escolhe não corrigir essa questão dos dentes encavalados, é possível enfrentar desafios para fazer a higiene bucal. Dessa forma, vários problemas podem surgir e comprometer a sua saúde, como o aparecimento de cáries, de tártaro e problemas graves na gengiva. 

Se você deseja evitar que essas questões prejudiquem seu o bem-estar, vale a pena procurar um dentista.

Problemas nas articulações da mandíbula

A falta de alinhamento e os dentes encavalados têm potencial para causar problemas como mordida cruzada ou até mesmo disfunção na articulação temporomandibular, conhecida como ATM. Essa disfunção leva a dores de cabeça, enxaquecas, estalos na mandíbula e um sentimento de cansaço no rosto após comer. Na intenção de evitar tais problemas, vale buscar ajuda.

Diferentes incômodos no dia a dia

Além dos possíveis incômodos citados acima, pode ser que você sofra para fechar a boca, respirar e ainda tenha dificuldades na hora de falar. Deixar de corrigir os dentes encavalados, portanto, não é uma boa ideia.

O desalinhamento dental favorece, ainda, o surgimento de problemas estomacais, como azia e gastrite. Isso ocorre porque os dentes tortos comprometem a mastigação dos alimentos durante as refeições.

Quais são os principais mitos e verdades envolvendo dentes tortos?

Existem muitos mitos envolvendo o assunto. Se você tem dentes tortos, antes de qualquer decisão, deve buscar o suporte de um profissional da área odontológica. Ele será o responsável por avaliar o seu caso e oferecer um diagnóstico adequado.

A seguir, elencamos alguns mitos e verdades sobre o desalinhamento dentário. Descubra!

O dente do siso sempre entorna os demais dentes — MITO

Isso não é uma regra. Nos casos em que o paciente tem espaço em sua arcada dentária e os dentes do siso estão bem posicionados, não há necessidade de remoção. É importante consultar um dentista para entender a sua situação.

Por meio de uma boa avaliação, é possível compreender se é necessário fazer a extração de algum dente e se o uso de aparelho ortodôntico é recomendado para você. Vale a pena procurar um dentista de confiança.

Já usei aparelho e alinhei os dentes, nunca mais vou precisar de aparelho — MITO

O fato de já ter usado aparelho não significa que você nunca mais precise dele. Diversos fatores podem estar associados ao entortamento, e não é possível prever, com exatidão, como o seu organismo vai se comportar no futuro.

A maioria dos pacientes que finaliza o tratamento odontológico deve passar por um processo chamado contenção dentária. Nele, o paciente utiliza aparelho móvel para evitar que os dentes alinhados voltem à sua posição original.

Dentes tortos aumentam as chances de problemas bucais — VERDADE

O desalinhamento está associado à dificuldade de higienização dos dentes. Com isso, o paciente sofre com o acúmulo de resíduos na boca, aumentando as chances para o surgimento de tártaro, gengivite e cárie.

É válido consultar um profissional para saber se você tem a necessidade de corrigir o problema de dentes encavalados e para realizar os tratamentos relevantes, mantendo a sua saúde em dia.

Dentes desalinhados podem causar problemas de digestão — VERDADE

O desalinhamento da arcada dentária dificulta o processo de trituramento dos alimentos. Com isso, o paciente acaba enviando alimentos mal triturados para o estômago. Esse fato interfere diretamente nos processos digestivos e pode causar problemas no longo prazo.

Se você tem algum problema estomacal, sofre com mau hálito ou tem alguma dúvida sobre sua saúde bucal e como ela afeta seu sistema digestivo, pode ser uma boa agendar uma avaliação com um dentista.

Dentes tortos são um prejuízo exclusivamente estético — MITO

O alinhamento deve ser feito para resolver problemas funcionais, mas mesmo os pacientes que não têm dificuldades de mastigação devem investir em um tratamento ortodôntico. Como já mencionamos, o desalinhamento dentário pode causar diversos outros problemas de saúde.

Existe limite de idade para usar aparelho ortodôntico?

Você já se perguntou se é possível usar aparelho ortodôntico para corrigir o problema de dentes encavalados em qualquer idade? Se sim, saiba que está no lugar certo para esclarecer sua dúvida — que, aliás, é bem frequente.

A resposta é: não existe idade limite para usar esse tipo de tratamento odontológico. Para entender se realmente é necessário utilizar aparelho, é importante consultar um dentista.

O profissional fará uma análise da sua situação, a fim de compreender quais são os problemas que você tem que enfrentar para manter sua saúde bucal em dia. Além disso, vale destacar a necessidade de fazer consultas periódicas ao dentista para evitar situações mais graves.

Quais são os tipos de aparelho ortodôntico disponíveis no mercado?

Se você deseja ter seus dentes alinhados, não deixe de buscar, o quanto antes, um ortodontista — dentista responsável pela correção de problemas relacionados com o alinhamento dental — para o início de um tratamento.

Usualmente, os tratamentos ortodônticos envolvem a utilização de aparelhos ou alinhadores, responsáveis pela correção do mau posicionamento dos dentes. Veja quais são os principais tipos de aparelhos disponíveis no mercado!

Aparelhos fixos

Os aparelhos fixos podem ser utilizados para fins estéticos e funcionais, sendo indicados, principalmente, para tratamentos mais complexos e de longo prazo. Esses aparelhos necessitam de manutenção mensal, para que o dentista regule a movimentação dos dentes para a posição correta.

Para obter um bom resultado, é importante que o paciente colabore com o tratamento, cuidando da higienização e fazendo visitas regulares ao dentista para a manutenção. Há dois tipos de aparelhos fixos, conforme você verá a seguir.

Convencionais 

Têm o arco do aparelho preso aos bráquetes por meio das famosas borrachinhas. Os bráquetes podem ser transparentes ou metálicos.

Autoligáveis

O arco é ligado diretamente aos bráquetes, sem o uso de borrachas. O aparelho autoligado consegue apresentar ótimos resultados em um prazo mais curto. Além disso, as manutenções são mais espaçadas (em média, a cada dois meses).

Aparelhos móveis

Indicado para crianças em fase de crescimento e adultos, de acordo com o caso, os aparelhos móveis são perfeitos para pequenas movimentações dentárias, contenção e correção de alterações maxilares. Uma das suas principais vantagens é que eles podem ser facilmente retirados da boca pelo paciente.

Além disso, os aparelhos móveis do tipo contenção são muito utilizados após a finalização de um tratamento com aparelhos fixos. Nesse caso, eles servem para manter os dentes na posição certa e conter o desalinhamento do sorriso.

Alinhadores transparentes

Quando o assunto é tratamento ortodôntico, o alinhador transparente é a principal inovação para quem deseja ter dentes alinhados e um sorriso perfeito. Produzido a partir de acetato transparente, o alinhador é uma placa que cobre os dentes e, além de ser muito discreto, oferece mais conforto aos pacientes.

Essa é uma opção muito utilizada para tratamentos em adultos que não querem usar o aparelho tradicional. Entre os benefícios, vale destacar a funcionalidade, já que ele é removível — isso é muito prático na hora alimentação ou da escovação. O tratamento com esse tipo de aparelho costuma ser mais rápido, mas isso depende das particularidades de cada paciente.

Com todas essas vantagens, os alinhadores transparentes são indicados para quem busca o que há de mais avançado em tratamentos ortodônticos, sem mudar a aparência do sorriso durante o uso.

Quais são os benefícios de usar aparelho ortodôntico?

Como você pôde ver, os dentes tortos são um problema muito comum, que podem causar questões funcionais e estéticas nos pacientes. Quem sofre com isso pode apresentar efeitos como dores de cabeça ou dificuldade na mastigação, por isso, deve buscar o suporte de um profissional da área da odontologia. 

Continue a leitura e confira as vantagens de realizar um tratamento por meio de aparelho ortodôntico.

Deixa o sorriso mais bonito

Uma das principais vantagens do uso de aparelho ortodôntico é o quanto ele deixa o sorriso mais bonito. Por meio de estratégias adequadas, o aparelho consegue corrigir problemas de dentes encavalados, ajustar a posição dos tecidos bucais e contribuir para que os lábios se tornem mais volumosos por conta desse ajuste. Tais mudanças conferem, ao sorriso, todas as características necessárias para que ele seja mais bonito e atraente.

Ajusta as funcionalidades bucais

Apesar das grandes transformações no sorriso, os aparelhos ortodônticos também promovem uma grande transformação interna por meio do posicionamento ósseo do maxilar. Por conta dessa mudança, há melhoria na respiração, na dicção, na mastigação e até mesmo no bem-estar do paciente ao tratar tais imperfeições.

Evita dores

Um tratamento ortodôntico adequado consegue corrigir problemas de mastigação e a posição dos dentes. Por meio dele, é possível resolver as dores de cabeça ou de dente geradas pela tensão muscular facial.

Mesmo os pacientes que só têm efeitos estéticos devem ficar atentos, já que os dentes tortos podem dificultar a escovação, contribuindo para o surgimento de problemas na saúde bucal.

A dica é que, independentemente da razão, você consulte um dentista com frequência. A visita semestral permite que o profissional avalie a sua saúde bucal, realizando processos como a limpeza dentária e, eventualmente, as demais intervenções necessárias para corrigir problemas relacionados aos dentes encavalados. A saúde começa pela boca!

Viu como é possível conquistar um sorriso dos sonhos? Agora que você já sabe qual é a importância de utilizar um aparelho ortodôntico, entre em contato com um dentista da Rede Odontoclinic e comece o seu tratamento o quanto antes!

Deixe um comentário

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!
Piercing no smile é aquele que aparece quando a pessoa sorri, mas será que ele faz mal para os dentes? Tire suas dúvidas!