Bebê com mau hálito: descubra as causas e como prevenir o mau cheiro

Bebê com mau hálito é normal? Descubra aqui quais são as causas e o que fazer para cuidar do seu pequeno!

Mudanças no hálito podem ser comuns em muitas situações cotidianas, como quando a gente acorda, quando fica muito tempo sem comer ou quando termina de comer aquele prato preparado com cebola!

Mas quando isso se torna constante pode ser um sinal de alerta. Isso em adultos. Mas e bebê com mau hálito, como cuidar da situação? 

O desafio é justamente identificar o que é um mau hálito preocupante e o que é considerado temporário e inofensivo.

Primeiro porque os bebês geralmente não são expostos a todo tipo de alimento e, depois, porque eles podem ainda não ter dentes ou higiene bucal.

Pensando nisso, preparamos este texto para esclarecer as causas e prevenção do mau hálito no bebê. Saiba mais!

O que pode ser mau hálito em bebê?

Também conhecido como halitose em bebês, esse problema pode ocorrer até em recém-nascidos. Isso acontece por conta do processo de fermentação e decomposição de resíduos alimentares.

No caso dos recém-nascidos, que não consomem nenhuma alimentação além do leite, são os resíduos da amamentação que causam o odor.

O resíduo do leite, por exemplo, fica alojado na boca e na língua do bebê. Você pode perceber que a língua da criança vai ter um tom esbranquiçado.

Então acontece a liberação de moléculas que causam odor de enxofre, tudo metabolizado pelas bactérias presentes na boca. Interessante, não é? Veja a seguir outras causas comuns de mau hálito em bebê!

Má higiene bucal 

Os dentinhos das crianças aparecem a partir dos 6 meses, mas, mesmo assim, a higiene deve ser feita desde o nascimento do bebê para prevenir doenças bucais.

O fato de não ter dentes na boca não elimina a existência de bactérias por lá. Essas bactérias, além de causarem mau hálito no bebê, podem causar problemas como sapinho e cáries.

Por isso, se o bebê não se alimenta exclusivamente de leite, você deve limpar a boca da criança ao menos duas vezes ao dia, com uma gaze úmida ou um paninho úmido.

Quando os dentes nascerem, uma escova macia e a pasta certa para a idade são as melhores opções. Falando em pasta de dente, o próximo tópico é sobre isso! 

Pasta de dente inadequada

Em caso de você estar fazendo a higiene bucal do bebê de forma adequada, mas com a pasta errada, pode ser que o mau hálito também surja. Pastas para bebê não podem ter qualquer tipo de composto químico, então é preciso prestar atenção.

A substância lauril sulfato sódico, por exemplo, cria muita espuma, o que deixa a boca seca e propensa a feridas. Essas pastas, quando usadas em bebê, fazem com que a boca desenvolva bactérias, causando mau hálito. Para resolver esse problema, opte por produtos neutros e que não façam muita espuma!

Boca seca 

Boca seca também é uma das causas de mau hálito em bebês, como já citamos ali em cima. Quando dormem, os bebês têm mais tendência a ficar com a boca aberta, permitindo a passagem de ar e causando a secura na boca.

Restos de alimentos ou gotículas de leite podem deixar açúcares grudados na gengiva da criança. Aí se desenvolvem bactérias e fungos. Então, além de manter a higiene bucal da criança, após alimentá-la, ofereça água. 

Alimentos com cheiro forte

A introdução alimentar também é pauta quando o assunto é mau hálito no bebê, principalmente quando você usa cebola ou alho para fazer as papinhas.

Nesse caso, é bom evitar usar esses ingredientes com frequência na alimentação da criança, além de manter a higiene, melhorando assim a saúde bucal do bebê

Infecções de garganta e respiratórias

Acredite ou não, não são apenas infecções na própria boca que causam mau hálito. Amigdalite e sinusite também podem! As infecções respiratórias e de garganta são motivos mais raros, mas vêm acompanhados de outros sintomas como tosse, febre e coriza. 

Se você suspeita que o bebê está com esse tipo de infecção e o mau hálito não for resolvido com a higiene adequada, a melhor pedida é levar a criança ao especialista para diagnosticar e tratar adequadamente o problema. 

Medicamentos 

Outro caso que não é tão comum mas também ocorre é o mau hálito causado por medicamentos. A forma como o químico se decompõe no organismo libera substâncias que podem reagir com a boca e causar um cheiro desagradável.

A tendência é que o problema desapareça quando a criança deixa de tomar o remédio, mas a recomendação também é de procurar o especialista e pedir orientação caso o problema persista mesmo após a higiene adequada da boca do bebê. 

Chupeta ou chupar dedo

Muita gente tem dúvida se chupeta faz mal ou se é contraindicado permitir que a criança chupe o dedo. Pode ser que o dedo ou a chupeta fiquem sujos, com mau cheiro, e passem isso para a boca do bebê. Chupetas também podem conter resíduos de alimentos, então essa pode ser a causa do mau hálito na criança.

Corpos estranhos

É muito comum que bebês coloquem objetos na boca e no nariz. Surpreendentemente, um corpo estranho no nariz da criança pode causar mau hálito! Além de monitorar os objetos que a criança tem acesso, vale a pena inspecionar o manejo de alimentos e em caso de constatar algo prejudicial, visitar o pronto-socorro ou o pediatra. 

Como prevenir o mau hálito no bebê?

Para prevenir o mau hálito no bebê é fundamental fazer uma higiene correta. Vale a dica de usar uma gaze umedecida com água fervida ou filtrada. Basta enrolar no dedo e limpar. Não deixe de monitorar o hálito do bebê e pegar orientações sobre como agir para cuidar da saúde bucal da criança a partir do nascimento, com o dentista no pré-natal. 

A higiene bucal é o fator-chave para prevenir o mau hálito no bebê, mesmo antes do surgimento dos dentes. Quando eles aparecem, os cuidados com a boca também devem progredir. A boa escovação é recomendada, além de uma visita de rotina ao dentista a cada 6 meses, pelo menos. 

Como você viu, o bebê com mau hálito pode apresentar esse problema por diversas causas, porém é uma situação que pode ser perfeitamente prevenida e contornada. Para isso, é muito importante cuidar da higiene para garantir uma perfeita saúde bucal infantil.

Agora que você já sabe tudo isso, está apto para cuidar da melhor forma da saúde bucal da criança, evitando o mau hálito. Compartilhe este texto nas suas redes sociais e espalhe esse conhecimento! 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
O atestado odontológico é válido para abonar faltas? Quantos dias? E horas? Esclareça suas dúvidas nesse post!
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!