Saúde bucal infantil: nossa especialista fala dos cuidados para cada fase do desenvolvimento

8 minutos para ler
agendamento

Conheça as fases do desenvolvimento bucal da criança e seus cuidados essenciais!

É natural que pais e responsáveis tenham dúvidas sobre como cuidar da melhor maneira dos seus filhos. Essas dúvidas são ainda maiores quando se trata da saúde bucal infantil, já que existem diferentes fases pelas quais a criança passa.

Durante alguns meses, não existem dentes. Depois, vêm os de leite; e em poucos anos eles já começam a ser trocados. São muitas mudanças, e em cada um desses momentos a criança precisa de um cuidado diferente, além de instruções para ter autonomia na hora de cuidar dos dentes.

Assim, os pais precisam estar bem informados, e foi por isso que a gente pediu ajuda para uma especialista no assunto, a odontopediatra Lygia Rostoldo Macedo, Mestre em Clínica Odontológica e franqueada Odontoclinic. Confira as dicas da profissional para cuidar ainda melhor da saúde bucal das crianças!

As fases do desenvolvimento bucal infantil

Segundo Lygia, de um modo geral, as fases do desenvolvimento bucal infantil são divididas em três momentos. Essa divisão se dá conforme os dentes presentes na boca da criança. Veja só!

Dentição decídua

Essa é a primeira etapa do desenvolvimento, conforme a odontopediatra explica: “é uma fase que vai do bebê recém-nascido até os 3 anos em média, quando todos os dentes de leite estão na boca”. O nascimento dos primeiros dentes costuma acontecer a partir dos 6 meses de idade, mas isso pode variar para cada criança.

Dentição mista

A dentição mista é a fase em que a criança inicia a troca dos dentes de leite pelos permanentes. Passa a ter os dois tipos em sua boca. Os dentes de leite costumam começar a cair a partir dos 6 anos de idade, e isso pode se estender até os 12 anos, em média.

Dentição permanente

É o estágio final do desenvolvimento bucal. A criança não tem mais dentes de leite. Toda essa primeira dentição foi substituída pela permanente e, conforme Lygia explica, são esses novos dentes que vão continuar por toda a vida.

Os principais cuidados em cada umas das fases

Precisamos ter bastante cuidado com a saúde bucal infantil porque, em cada uma das fases de desenvolvimento, há necessidades diferentes. E isso acontece inclusive no modo como educamos o pequeno, para que ele aprenda a cuidar dos seus dentes com autonomia.

Os pais têm um papel importante, afinal, precisam estimular desde cedo hábitos saudáveis, tanto com relação à higiene quanto à alimentação e outros comportamentos que podem afetar o desenvolvimento bucal e facial.

Além disso, por alguns anos, cabe aos responsáveis estar à frente dos cuidados com a saúde bucal infantil. Então, é hora de conhecer as melhores práticas nas diferentes fases, vamos lá?

Para os dentes de leite

Lygia alerta que essa é a fase que demanda mais cuidados. Segundo ela, a maioria dos problemas bucais, em especial as cáries, aparece nesse momento. Um dos motivos é que, em função de a criança ser muito pequena, os responsáveis nem sempre entendem a importância de cuidar da boca e acabam negligenciando a higiene.

Porém, Lygia reforça que os problemas que acontecem com os dentes de leite podem afetar os permanentes, que ainda estão se formando, e trazem prejuízos lá na frente.

“Logo abaixo das raízes do dente de leite, você tem os germes do permanente, que é a coroa dele. Se você não cuida, o dente pode ter um atraso na erupção e nascer no tempo errado. Também há chance de nascer com uma cor diferente, com defeito no esmalte — mais quebradiço ou menos mineralizado, ou seja, enfraquecido”.

Assim, a escovação é indispensável mesmo para as crianças menores e deve começar assim que nascem os primeiros dentes. Mais um ponto que merece atenção é o bruxismo infantil, que costuma se manifestar em crianças até os 6 anos, acompanhando o crescimento dos dentes de leite.

Durante a dentição mista

A boa higiene bucal deve ser continuada durante essa fase. Agora a criança já tem mais coordenação motora, então, pode começar a escovar os dentes sozinha, com supervisão do adulto. É preciso conferir depois para ver se está tudo bem limpo mesmo.

A odontopediatra recomenda que os pais escovem as áreas mais difíceis de alcançar para garantir uma limpeza completa. O uso de fio dental, mesmo que os dentes sejam mais separados, é uma ótima prática, para que a criança se habitue a isso. E como está acontecendo a troca de dentes, é interessante que a criança passe pela avaliação de um ortodontista, para fazer tratamentos preventivos, se for necessário.

Com os dentes permanentes

Agora que todos os dentes foram trocados e a criança já tem maturidade e coordenação motora para cuidar da sua dentição, é importante incentivar cada vez mais os bons hábitos e os cuidados com o sorriso.

Muitas vezes é preciso usar aparelho ortodôntico. Se for recomendado para o seu filho, é muito importante seguir a prescrição, já que o uso vai garantir não só a saúde bucal infantil, mas também na adolescência e vida adulta.

Conselhos para as dúvidas frequentes sobre saúde bucal infantil

Lembra que a gente falou que os pais têm muitas dúvidas sobre saúde bucal infantil? Pedimos para a Lygia nos ajudar com as principais, trazendo alguns conselhos que vão facilitar bastante o cuidado com os pequenos. Confira o que ela diz!

Como aliviar o incômodo dos dentes nascendo?

A odontopediatra conta que quando os dentes começam a nascer a criança costuma ficar irritada e coloca muito a mão ou brinquedos na boca. Para aliviar esses desconfortos, “aposte em um brinquedo daqueles com água dentro: coloque-o na geladeira e dê para a criança”.

Isso vai ajudar porque o gelado tem ação analgésica. Mas Lygia alerta sobre a importância de garantir que esse brinquedo esteja bem higienizado, para não oferecer risco de desenvolver candidíase. Outra dica é fazer um chupe-chupe com leite materno.

“Basta tirar um pouco de leite da mama, fazer um chupe-chupe com um saquinho, colocar no congelador, abrir a parte com o plástico e oferecer ao bebê. É gelado, alivia a irritabilidade e é leite materno, é protetor, não tem nenhuma contraindicação”.

Limpar ou não a boca do bebê ainda sem dentes?

A especialista responde: “quando o bebê faz uso apenas de leite materno, não tem mais a necessidade de fazer a limpeza da cavidade bucal. Alguns pesquisadores até colocam que fazer essa limpeza retira os anticorpos presentes no leite. A gente não indica fazer”.

Pode usar creme dental com flúor em crianças?

“Pode usar, não há nenhum problema, porém, sempre com a quantidade adequada para aquela criança”, Lygia esclarece. Além de usar um creme dental com flúor, até os 7 anos, o ideal é que a quantidade seja de um grão de arroz cru; a partir disso, uma porção do tamanho de um grão de ervilha.

Qual é a frequência de higienização dos primeiros dentes?

dicas saude bucal infantil

A higienização também é um dos principais cuidados com a saúde bucal infantil. Por isso, a recomendação é escovar após cada refeição. Como nem sempre é possível, pode ser duas vezes por dia, sendo uma delas antes de dormir, que é a mais importante.

Os dentes de leite precisam ser escovados para evitar cáries, já que são suscetíveis a esse problema como os permanentes. A diferença é a dificuldade do tratamento, como Lygia conta: “é triste ver cárie em bebê, é difícil de tratar, porque é um bebê. O melhor é prevenir e sempre escovar”.

Quando levar meu filho ao dentista?

O dentista é um aliado da saúde bucal e educação infantil. Ele acompanha o desenvolvimento da criança, além de instruir os responsáveis e o pequeno sobre como cuidar dos dentes em cada fase. Também complementa os cuidados caseiros e trata possíveis condições de forma precoce.

O especialista que cuida das crianças é o odontopediatra, como a Lygia. Esse profissional se especializa para observar as necessidades de saúde e psicológicas dos pequenos, para criar um vínculo com a criança, evitar o medo de dentista e assegurar a colaboração na hora de cuidar do sorriso.

Os pais podem iniciar as consultas antes de o bebê nascer para receber instruções sobre cuidados nos primeiros meses. Já a primeira consulta com a criança pode acontecer quando os primeiros dentes nascerem.

Contar com o odontopediatra é fundamental para cuidar da saúde bucal infantil por causa do preparo desse especialista. Ele tem as melhores técnicas para evitar traumas, é um grande aliado no cuidado para ter dentes saudáveis e contribui para a educação sobre a saúde bucal. Assim, a criança cresce satisfeita com seu sorriso e com uma boca saudável.

Que tal aprender mais sobre a saúde bucal dos pequenos? Confira por que é tão importante contar com um odontopediatra.

Posts relacionados

Deixe um comentário