Como ocorre a troca dos dentes de leite do seu filho?

4 minutos para ler
agendamento

Se as crianças já estão com os dentinhos moles, é sinal de troca dos dentes de leite. Saiba como agir nesse momento!

A troca de dente de leite é um momento muito especial para as crianças e para os pais ou responsáveis. Esse é um evento mágico que marca a entrada de uma nova etapa empolgante na vida de todos.

Mas, afinal, como esse processo acontece? Com quantos anos cai o dente de leite? Quais dentes caem primeiro? O que fazer caso isso não aconteça?

A seguir, responderemos essas dúvidas e traremos informações valiosas sobre o assunto. Assim, você poderá ter tranquilidade e curtir esse momento de forma muito mais completa ao lado dos pequenos.

Com qual idade começa a cair os dentes de leite?

Uma dúvida comum de muitos pais e responsáveis é com quantos anos começa a cair os primeiros dentes. Pensando nisso, veja a ordem de troca de dente de leite nas crianças.

Centrais

Os incisivos centrais (os dentes da frente) são os primeiros a cair. Os debaixo normalmente se vão primeiro, seguidos pelos de cima. Isso acontece por volta dos 5 aos 7 anos.

Laterais

Os incisivos laterais (aqueles que ficam ao lado dos dentes centralizados na frente) vêm logo em seguida. Novamente, os inferiores caem primeiro, em um processo que começa por volta dos 7 ou 8 anos.

Caninos

Os caninos dispensam apresentações, não é mesmo? Os “dentinhos de vampiro” são os próximos da lista. Aqui, no entanto, há uma diferença. Os inferiores caem, depois os molares e só depois, voltamos aos caninos superiores. Esse processo acontece entre os 9 e 12 anos.

Molares

Os molares são os últimos dentes da parte da frente da boca. Há os primeiros e segundos molares e cada um deles caem e nascem em ordens diferentes. Todo esse processo pode durar entre os 7 e 13 anos, variando muito de uma criança para a outra.

Como cuidar dos dentes de leite?

Os cuidados com os dentes de leite são os mesmos que devemos ter com os permanentes. Por isso, escovar os dentes todos os dias, utilizar o fio dental (caso a criança já seja maior) e fazer visitas periódicas ao dentista são os pontos-chave.

O que fazer se os dentes de leite não amolecerem?

Há um problema chamado retenção prolongada, que acontece devido a alterações na absorção da raiz dos dentes de leite. Isso faz com que eles não caiam na hora “programada”.

Quando isso ocorre, há risco de problemas com a mastigação, além de dores, cáries e, claro, apinhamento dos dentes (quando eles ficam por cima uns dos outros). E não queremos que isso aconteça, certo?

Por isso, a palavra-chave para cuidar da saúde bucal infantil e evitar esses problemas é: prevenção. Consultas periódicas com um odontopediatra são essenciais para diagnosticar qualquer alteração e intervir de maneira rápida.

Se o seu filho já tem entre 5 e 6 anos e os dentes não deram sinais de amolecer, não perca tempo e agende uma consulta. A questão será averiguada e, se necessário, os dentes serão extraídos de maneira tranquila e indolor.

Agora que você já sabe como acontece a troca de dente de leite, é hora de cuidar bem da saúde bucal do seu pequeno. Agende uma consulta com um odontopediatra e não deixe a prevenção para outra hora, combinado?

Aproveitando, confira outro artigo muito importante para quem convive com crianças e aprenda a tirar os dentes de leite dos pequenos da maneira certa! Assim, você evita traumas e medos desnecessários. Boa leitura!

[e-book] Guia da saúde bucal para crianças: veja os cuidados para todas as fases
Posts relacionados

Deixe um comentário