Retração da gengiva: entenda o que causa e os possíveis tratamentos

A retração da gengiva é uma condição em que a parte da gengiva que cobre o dente diminui, deixando o dente mais exposto, mais alongado.

Muitas vezes, com o objetivo de cuidar da sua saúde bucal, você pode causar o efeito inverso por falta de informação ou de acompanhamento profissional. A retração da gengiva é um problema que pode aparecer por excesso de força durante a escovação, por exemplo, entre outros motivos.

Pensando em ajudar você a se despreocupar com relação a isso, fizemos este texto que vai informar você sobre o que é retração gengival, quais são as causas, os sintomas e os possíveis tratamentos. Conheça, a seguir, informações importantes para cuidar de você e de sua família!

O que é retração na gengiva?

A retração da gengiva, também chamada gengiva retraída ou recessão/retração gengival, trata-se de uma condição na qual a raiz do dente fica mais exposta. Já se deparou com uma situação em que a parte da sua gengiva que cobre o dente parecia estar diminuindo, deixando o dente maior, mais comprido? Então você já foi vítima dessa condição.

Ela pode ser mais aparente quando ocorre apenas em um dente, já que haverá o contraste em relação ao restante da arcada dentária, porém também ocorre a retração generalizada, ou seja, em todos os dentes ao mesmo tempo.

Mesmo assim, muitas vezes, você consegue identificá-la, pois a parte “descoberta” do dente apresenta uma aparência diferente do restante dele, mais amarelada. Assim, essa condição é algo que incomoda bastante, principalmente por conta da questão estética, mas, além disso, a gengiva retraída pode causar dores, desconfortos e sensibilidade.

Quais são suas causas?

Agora, com um melhor entendimento do que é retração da gengiva, você deve estar se perguntando: o que causa isso? Então, a seguir, confira algumas das principais causas.

Força na escovação

A escovação e o uso do fio dental são, com certeza, muito importantes para a saúde bucal, e mais importante ainda é saber usá-los da maneira correta. Isso porque, se você pensa que aplicar força nesse momento vai limpar melhor ou algo do tipo, pode se prejudicar e causar a retração gengival, uma vez que esse ato desgasta o esmalte do dente, tecido que o protege.

Além disso, a escovação em grande quantidade pode ter o mesmo resultado, assim como o uso de escovas com cerdas muito duras no lugar de cerdas macias. Tudo isso agride a gengiva, de forma que ocorre um trauma na região.

Dessa forma, a dica é que você consulte seu dentista a fim de que ele indique a você uma técnica adequada de escovação, a qual não precisará do uso da força. Já ouviu a frase “não é força, é jeito”? É nesse sentido.

Genética

Quem nunca herdou alguma condição dos pais? No caso da gengiva retraída, isso também acontece. Por isso, se alguém da sua família tem uma predisposição a esse problema, você pode, da mesma forma, ter maior risco de contraí-lo. Então, o recomendado é seguir todos os cuidados indicados pelo seu dentista, fazendo um acompanhamento profissional.

Posicionamento dos dentes

Mordida torta e mau posicionamento dos dentes — como o apinhamento, que é o desalinhamento causado por falta de espaço, e protusão, que se refere ao crescimento excessivo de uma das arcadas —também são fatores que influenciam para a ocorrência da retração da gengiva. Nesse sentido, faz-se fundamental procurar corrigir tais problemas, já que isso contribuirá para a saúde da gengiva, diminuindo as chances de ocorrer a retração.

Quais os principais sintomas da retração na gengiva?

Temos como mais uma das causas da retração gengival a periodontite/gengivite, que se trata de uma infecção bacteriana dos tecidos, ossos e ligamentos que envolvem os dentes. Assim, para identificar esse problema, é importante atentar para o mau hálito, bem marcante nessa condição.

Pense o seguinte: cortando esse mal pela raiz, você nem precisará se preocupar com o problema de retração. Então, ao identificar um mau hálito fora do normal, consulte um especialista e dê início ao tratamento da periodontite.

Além desse sintoma, lembra que citamos sobre sensibilidade do dente? Com isso, estamos nos referindo ao desconforto que ocorre ao tomar líquidos quentes ou gelados, por exemplo, ou comer alimentos ácidos, usar talheres, entre outras situações. Outra coisa importante de se observar é o sangramento da gengiva durante escovação dos dentes.

Como é o tratamento para a retração na gengiva?

Antes de falarmos sobre tratamento para retração gengival, é interessante que você saiba que a especialidade odontológica que cuida de doenças relacionadas à gengiva e aos ossos que apoiam os dentes é a Periodontia. Já a que trata os problemas de posição dos dentes é a Ortodontia.

Mas por que isso é importante? Como vimos, são diversas as causas da retração da gengiva. Dessa forma, é preciso fazer o tratamento dos problemas que causam a recessão. Então, os tratamentos possíveis abrangem:

  • a escovação e higiene correta dos dentes ou profilaxia com um especialista (serve para estágio inicial da condição);
  • a raspagem subgengival, que consiste na remoção de tártaro, já que também é algo que pode causar a retração;
  • o tratamento de problemas como periodontite;
  • o uso de aparelho odontológico ou placa de mordida para as questões de mau posicionamento.

Porém, indo mais além, existe a cirurgia plástica gengival e o enxerto de gengiva. Esse segundo recurso é utilizado em casos de recessão mais grave ou para pessoas que não possam realizar a plástica por algum motivo anatômico.

Em resumo, hoje em dia, há diversas opções de tratamentos para os mais variados problemas dentários. Assim, é seu dentista quem vai ajudar na escolha de acordo a sua necessidade, após identificar as causas e considerar seu caso específico.

Vale ressaltar que é essencial que você não deixe chegar ao ponto de ter uma retração da gengiva. Para isso, você deve usar as dicas deste artigo para identificar sintomas que sinalizem as doenças causadoras da recessão para, assim, tratá-las quanto antes. Isso porque, em certos casos, as consequências estéticas que a retração gengival causa são praticamente irreversíveis, mesmo com todas as opções de tratamento.

Gostou das informações do texto e quer continuar se informando sobre saúde bucal? Continue no nosso blog e confira tudo que você precisa saber para cuidar dos dentes!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
O atestado odontológico é válido para abonar faltas? Quantos dias? E horas? Esclareça suas dúvidas nesse post!
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!