Tipos de bráquetes: entenda como relacionar o aparelho com estética

Os bráquetes são peças que ficam na superfície dos dentes de quem usa aparelho ortodôntico fixo, e hoje existem diversos tipos deles, como os de metal, plástico ou cerâmica.

Uma das grandes preocupações de quem sente desconfortos com os dentes e quer colocar aparelho para aprimorar o sorriso é justamente a estética durante o tratamento. Nesse sentido, o que muitos não sabem é que já há diversas opções, isto é, tipos de bráquetes que auxiliam no aspecto visual.

Neste texto, você entenderá melhor o que são esses tais bráquetes, qual a função deles, os principais tipos e materiais usados para confecção dessas peças e, ainda, como fazer a higienização deles. Acompanhe e confira mais informações para cuidar do seu sorriso.

O que são bráquetes?

Os bráquetes são aquelas pecinhas que vemos na superfície dos dentes de quem usa aparelho ortodôntico fixo. Mas você sabe para que elas servem? Trata-se de elementos que ficam em cada um dos dentes e têm o papel de movimentá-los para que eles se ajeitem e fique no lugar ideal, que é o objetivo do aparelho.

Para isso, os bráquetes são ligados aos fios do aparelho. Hoje em dia, já existem vários tipos deles, podendo ser feitos de metal, plástico ou cerâmica, por exemplo. Também há variação com relação ao lugar em que eles são colocados — diretamente no dente ou nas bandas, também chamadas de anéis metálicos, pois são pecinhas que envolvem os dentes, sendo encontradas nos do fundo.

Qual é a função dos bráquetes no tratamento ortodôntico?

Bráquete vem do inglês “bracket”, que significa “suporte”. Sendo assim, ele serve como suporte para o aparelho, isto é, nele, o fio odontológico é colocado, fazendo a pressão necessária na arcada dentária para que ela possa se movimentar e chegar ao alinhamento almejado.

Como sabemos, nas mais diversas áreas de conhecimento, ocorrem constantes avanços, e na odontologia não é diferente. Assim, com o tempo, surgiram variados tipos de bráquetes, seja com o objetivo de melhores resultados, seja com o objetivo de melhor estética. É o que veremos a seguir.

Quais são os principais tipos de bráquetes?

Conheça, a seguir, o bráquete tradicional, o autoligado e o lingual.

Bráquetes tradicionais

Você já ouviu alguém conhecido falando que trocou a cor da borrachinha do aparelho? Essa serve para fixar o fio ortodôntico no bráquete e é uma exclusividade e característica principal dos aparelhos tradicionais.

Quando falamos dos bráquetes tradicionais, estamos nos referindo, principalmente, ao metálico, que é aquele que, com certeza, você mais vê por aí. Isso porque eles apresentam o melhor custo-benefício do mercado. O único ponto é que o tratamento com um aparelho convencional pode ser mais longo e sua estética não é tão agradável, além de que causa mais feridas na boca.

Bráquetes autoligados

Aqui, a principal diferença é que os bráquetes autoligados são menores e dispensam o uso da borrachinha. No lugar dela, há um clipe de fechamento para fixar o fio. Isso facilita a higienização, por exemplo, já que haverá menos acúmulo de sujeiras, que se concentram na parte da borrachinha.

Por ser uma opção mais atual, tratando-se de uma novidade, ela tem algumas vantagens, como um tempo menor de tratamento — porém, com um preço mais elevado. Além disso, ele se apresenta em forma de bráquete metálico ou bráquete autoligado estético, como de cerâmica.

Bráquetes linguais

Os bráquetes linguais são iguais aos tradicionais. A diferença é que eles ficam escondidos, isto é, em vez de estarem na parte da frente do dente, estão na parte de trás. Você já deve imaginar que esse é um método mais caro, né? Até porque o sonho de muitos é fazer esse tratamento sem prejudicar a estética do sorriso.

Mas vale ressaltar que ele é empregado em casos específicos, que não consideram apenas o aspecto estético, e sim de segurança, para quem pratica esporte, por exemplo.

Quais são os materiais usados nos bráquetes estéticos?

Já vimos os principais tipos de bráquetes. Agora, vamos entender um pouco melhor sobre os materiais utilizados para fazer essa peça de forma a melhorar a estética.

Antes, vale ressaltar que tais materiais que objetivam uma melhora na aparência proporcionam um atrito maior com o fio em comparação com um bráquete de metal, e isso pode dificultar o tratamento ortodôntico. Entretanto, já são oferecidos esses bráquetes estéticos com slot (parte em que fica o fio) metálico para facilitar o processo.

Seguindo a mesma lógica, o bráquete tradicional (com borrachinha) apresenta mais atrito em comparação ao autoligado.

Safira

O bráquete de safira é aquele transparente, feito de cerâmica monocristalina, sendo um dos mais desejados por quem preza a discrição. Além disso, trata-se de um material resistente, o que o faz ser um dos mais caros, e seu atrito com o fio é um dos menores.

Policarbonato

Esse bráquete é feito de plástico e a vantagem dele é que ele fica da cor do dente, não chamando tanta atenção quanto um de metal, por exemplo, e tem um preço mais acessível. Porém, a desvantagem é de ser um material não tão resistente, além de manchar/ficar amarelado com mais facilidade.

Porcelana

O bráquete de porcelana apresenta uma cor branca como o de policarbonato, mas é um pouco mais resistente (sendo menos que o de safira) e menos suscetível a manchas. Uma desvantagem é sua remoção mais complicada, podendo causar danos mínimos ao esmalte do dente.

Como higienizá-los?

No geral, para limpeza de aparelho, é indicada uma escova de dente ortodôntica, que tem seu formato pensado para encaixar na parte dos bráquetes e chegar ao dente. Entretanto, para limpeza mais específica dos bráquetes, uma boa opção é a escova interdental. Ela tem um formato que permite você higienizar diretamente a parte das pecinhas, removendo a placa bacteriana, acúmulo de sujeira nelas.

Agora que você conhece os tipos de bráquetes, viu como não precisa se preocupar com a estética durante o tratamento ortodôntico? Vimos que é possível manter um sorriso agradável durante esse processo — seja como preferir, com um aparelho metálico ou com um estético — para poder usufruir dos resultados depois. Para isso, lembre-se de que é importante fazer seu acompanhamento com um bom profissional, a fim de que você consiga alcançar o sorriso desejado

Gostou das opções de bráquetes estéticos apresentadas? Então você vai adorar também conhecer mais sobre a opção de aparelho invisível. Não deixe de conferir.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
O atestado odontológico é válido para abonar faltas? Quantos dias? E horas? Esclareça suas dúvidas nesse post!
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!