Veja como superar o seu medo de dentista!

7 minutos para ler

O que surge na sua mente quando ouve a palavra “dentista”? Se você sente o coração acelerar e tem vontade de sair correndo, talvez isso seja medo de dentista.

Ele é comum tanto em adultos quanto em crianças. No entanto, as consequências de fugir das visitas a um profissional são ruins, pois aumenta as chances de desenvolver problemas bucais, como cárie, gengivite e mau hálito.

Então, superar o medo de ir ao dentista só traz vantagens: você tem um tratamento bem-sucedido e fica com a saúde e a autoestima em dia. Sem falar que hoje já existem vários avanços que facilitam os procedimentos, como anestesias e aparelhos modernos. Quer descobrir os melhores segredos para perder o medo de dentista? Vamos lá!

Por que temos medo de dentista?

Já parou para pensar por que o medo existe? E se a gente contar que ele é uma emoção importante? Segundo a psicologia, o medo é normal e faz parte das emoções mais primitivas do ser humano.

Dele derivam alguns sentimentos, e ainda é fundamental para a nossa sobrevivência. É o medo que nos protege de algo ruim acontecer. É por causa dele que, por exemplo, prestamos muita atenção ao atravessar a rua movimentada.

No entanto, às vezes, ele pode ser desproporcional e nos causar prejuízos. Quando é assim, sentimos uma grande ansiedade apenas de imaginar a situação. Nossa mente nos leva a enxergar as situações mais ameaçadoras do que na verdade são. Então, passamos a evitar a situação a qualquer custo, o que alimenta ainda mais nosso medo, tornando-o mais forte.

Não existe uma única causa para o medo irracional existir, então, saiba que ele é multicausal, ou seja, influenciado por diversas questões simultâneas: genética, história de vida e condições biológicas, por exemplo.

Quais são as vantagens do atendimento humanizado?

medo de dentista

O atendimento humanizado no dentista é aquele em que o profissional compreende você. As consultas não são mecânicas, pois o profissional busca entender seu problema, não te tratando como mais um número na lista dele.

O dentista se preocupa em proporcionar uma boa experiência durante o atendimento. A ideia é fazer com que se sinta confortável e que a relação de vocês seja mais próxima e agradável. Com isso, você se sente mais à vontade para perguntar, tirar dúvidas, contar o que for preciso, além de ter mais confiança nos resultados.

Como superar o medo do dentista?

Como perder o medo de dentista e conseguir manter a higiene bucal? Aqui vão boas ideias pra você começar a colocar em prática!

Procure uma clínica bem estabelecida

Uma clínica odontológica de referência aumenta sua segurança nos profissionais e no procedimento a ser feito. Empresas bem estabelecidas só mantêm esse título porque têm clientes satisfeitos, comprometidos com o tratamento e que continuam frequentando o local.

Além disso, essas clínicas proporcionam mais garantia na qualidade. Elas precisam seguir protocolos rígidos e dentro das normas, como ter o registro dos dentistas no conselho regional profissional e manter em dia os documentos de funcionamento do local, como o alvará da Vigilância Sanitária. Sem falar nos padrões reconhecidos de atendimento!

Tire todas as dúvidas com o seu dentista

Não tenha vergonha de suas dúvidas, afinal quem estudou tantos anos foi o dentista, logo você não tem a obrigação de saber todas as informações. Veja com ele como escolher escova de dente, qual a melhor forma de passar o fio dental e quantas vezes ao ano é preciso visitá-lo.

Na consulta, conte sobre o seu medo de dentista e faça todas as perguntas que tiver em mente sobre o procedimento a ser realizado, seja implante ou ortodontia. Ter mais conhecimento sobre os procedimentos, o passo a passo e as possíveis consequências ajudará você a encarar o fato com mais racionalidade.

Uma questão comum é quanto a sentir dor. A verdade é que, caso um procedimento cause dor, o dentista aplica anestesias, que impedem o paciente de sentir desconfortos. Ou seja, eis aí mais um medo pra deixar de lado, não acha?

Troque de dentista se não sentir afinidade

No geral, as clínicas costumam ter vários dentistas. Assim, se você teve uma consulta, mas não sentiu tanta afinidade com o especialista, peça para trocar de profissional — isso é seu direito. Escolha aquele que mais combina com o seu perfil e que saiba demonstrar empatia e paciência

Visualize os resultados

Em vez de ficar pensando no processo, foque os resultados que terá; por exemplo, um sorriso branco. Imagine como você se sentirá e como seus dentes ficarão. Pense nas sensações de bem-estar, boca saudável e autoestima renovada. Esse exercício de visualizar os resultados faz com que o processo se torne menos angustiante.

Avalie seus padrões de pensamento

Sabia que nossos pensamentos podem nos pregar peças? Eles surgem em nossa mente por meio de frases, perguntas ou imagens. Mesmo quando não temos consciência deles, podem influenciar o modo como nos sentimos.

Por isso, ao perceber que existe aí dentro um medo de dentista, avalie o conteúdo dos seus pensamentos. O que provoca mais incômodo? Do que exatamente você sente medo? O que de pior pode acontecer?

Geralmente, os medos exagerados estão relacionados a pensamentos pessimistas e catastróficos. Ou seja, só conseguimos visualizar consequências péssimas e nem chegamos a imaginar outros possíveis desfechos.

Para lidar com esse padrão de pensamentos, tente se lembrar de momentos difíceis que você conseguiu superar. Como se sentiu com isso? Outra tática é imaginar o pior cenário possível e se perguntar: qual a melhor forma de resolver isso? Esse tipo de exercício nos mostra que sempre haverá um jeito de enfrentar qualquer situação.

Adote técnicas de relaxamento

O relaxamento ajuda a regular substâncias químicas em nosso organismo. Ele reduz a adrenalina e aumenta a endorfina, hormônio relacionado com a felicidade. Como resultado, os batimentos cardíacos diminuem, os músculos se descontraem, o estresse se reduz e a tendência é você sentir menos dor.

A respiração diafragmática ajuda nisso, e o exercício pode ser praticado tanto minutos antes do procedimento quanto durante. Para colocá-lo em prática, respire fundo e devagar, movimentando o diafragma.

Usar junto a imaginação também ajuda: leve sua mente a um lugar que traga calma (praia, montanha, floresta, nuvens). Imagine-se nele, visualizando todos os detalhes possíveis e experimentando várias sensações agradáveis. 

Como a Odontoclinic ajuda você a perder o medo de dentista?

Aqui na Odontoclinic, levamos a sério o atendimento humanizado. Nossos profissionais sempre recebem treinamentos para que possam proporcionar a você uma boa experiência. Inclusive, recebemos prêmios do ReclameAqui e o selo RA1000, como resultado da qualidade no atendimento. Com isso, você encontra um dentista que tem sensibilidade para lidar com seus receios.

Outro ponto que vale ressaltar são as nossas clínicas. Superaconchegantes, você nem vai sentir que está no dentista. Também, na primeira visita, acontece uma conversa entre você e o dentista, na qual ele avalia sua saúde bucal e conta em detalhes o que precisa ser feito. Desse jeito, você vai tirando todas as dúvidas!

Enfim, não deixe que o medo de dentista impeça você de ter uma vida cheia de sorrisos! Coloque essas dicas em prática e conte com a gente para ajudar em suas dificuldades e proporcionar mais saúde, higiene bucal e autoestima.

Gostou do conteúdo? Então, assine nossa newsletter e acompanhe de perto outros posts para a saúde da sua boca!

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário