Respirar pela boca pode causar dentes tortos?

5 minutos para ler
Clínico geral: sempre uma solução ideal pra cuidar de você

Dentes tortos também podem ser causados por problemas respiratórios. Veja a seguir o que é preciso fazer!

No geral, o ato de respirar pela boca vem da infância e pode ter consequência para a sua saúde bucal. Isso resulta em um desenvolvimento anormal do rosto e do sorriso, como dentes tortos, mordida cruzada, sorriso gengival e até gengivite. Por isso, é importante adotar medidas de prevenção e considerar o uso de aparelho ortodôntico, seguindo as recomendações de seu dentista.

Além do hábito de respirar pela boca comprometer a saúde oral, alguns estudos mostram que esse tipo de respiração pode prejudicar o rendimento escolar de crianças e adolescentes. Isso ocorre porque reduz a capacidade de atenção do cérebro.

Então, saiba por que respirar pela boca causa dentes tortos e veja como resolver os problemas decorrentes desse hábito neste artigo!

Por que respirar pela boca causa dentes tortos?

Respirar pela boca causa alterações no formato das arcadas dentárias e nos ossos maxilares pelo fato de a boca ficar aberta por muito tempo. Quando a língua se mantém mal posicionada também há consequências, pois interfere no alinhamento dos dentes, o que leva a mudanças na anatomia do nosso rosto.

Portanto, mesmo que pareça um hábito inofensivo, a respiração pela boca é prejudicial. Assim, além dos dentes tortos, esse processo tem como resultado a retrognatia (crescimento inadequado da mandíbula), mordida cruzada anterior ou posterior e outros problemas. Nesses casos, o uso de aparelho ortodôntico costuma ser indicado.

E tem mais! A filtragem natural que acontece na respiração nasal não ocorre quando respiramos pela boca. Nesse sentido, o organismo fica suscetível a doenças. Na opinião de Luciano da Silva Carvalho, da Escola de Aperfeiçoamento Profissional da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), “os pais devem prestar atenção na reincidência de doenças respiratórias que acometem seus filhos e no modo como estão respirando, em especial durante o sono”.

O dentista alerta para as crises respiratórias que se acentuam no outono e inverno, por conta da variação de temperatura, e se estendem até a primavera. Luciano faz outro alerta: “crianças com problemas respiratórios, sejam temporários ou crônicos, devem evitar ambientes que favoreçam a proliferação de ácaros e fungos, além de pelos de animais, poeira e pó, ou mesmo alguns tipos de alimentos”.

Como identificar esse problema nas crianças?

A observação é o primeiro passo para identificar se os pequenos têm alguma dificuldade de respirar somente pelo nariz. Assim, a nossa dica é ficar de olho para descobrir quanto antes os motivos que fazem com que a criança respire pela boca, combinado?

É importante reparar se a criança tem alguma dificuldade em permanecer com os lábios fechados, se emite sons pelo nariz enquanto dorme, ou, ainda, se dorme com a boca aberta.

Caso as crises respiratórias sejam muito frequentes, é necessário um acompanhamento mais cuidadoso tanto por parte de um médico quanto de um cirurgião-dentista (ortodontista). Isso porque poderá comprometer o desenvolvimento de importantes estruturas ósseas da face e das arcadas dentárias”, explica o especialista.

Quais são as consequências de não tratar o problema?

respirar pela boca dentes tortos

“Quando o ato de respirar pela boca não é tratado desde o início, o rosto pode crescer fino e alongado. Muitos tratamentos cirúrgicos são evitados com um adequado acompanhamento ortodôntico e a utilização de aparelho em cada idade, que estimule o crescimento facial e amplie os seios nasais, favorecendo a respiração”, conta Luciano.

Mas quais são as principais opções para corrigir a má posição dos dentes? Os aparelhos ortodônticos e alinhadores invisíveis, se o problema não for tão grave. “Notamos, também, que o tratamento para a respiração bucal melhora a qualidade de vida do paciente e seu comportamento, sua autoestima, seu nível de energia e até mesmo o desempenho escolar”, finaliza.

Quando começar o tratamento?

Antes de tudo, precisamos identificar a raiz do problema. Afinal, não adianta começar o tratamento para correção dos dentes tortos se a respiração pela boca não for corrigida, certo? Nesse caso, dependendo da origem da situação, esse processo conta com a ajuda de um time multidisciplinar — com dentistas e médicos especialistas. Caso contrário, a dentição pode ficar desalinhada no futuro.

Luciano também ressalta que casos de alterações estruturais, como os desvios de septo, devem ser tratados quanto antes por médicos especialistas, como o otorrinolaringologista.

Você tem dúvida sobre o aparelho ortodôntico pra quem respira pela boca? Não precisa se preocupar, porque existem possibilidades até para os pequenos que ainda têm dentes de leite. Os aparelhos fixos são indicados a partir dos 11 anos, quando a troca de dentição já está completa, os móveis são opções para quem tem dente de leite. Há ainda os alinhadores invisíveis, para quem quer um tratamento mais ágil e discreto.

Ou seja, há um aparelho específico que ajuda a resolver o problema dos dentes tortos causados pelo ato de respirar pela boca. O ideal é buscar por clínicas com especialistas no assunto, que poderão indicar o melhor tratamento. Dessa forma, é possível ter uma dentição alinhada e conquistar um sorriso lindo em qualquer período da vida.

A Odontoclinic conta com diversos especialistas em ortodontia e opções de aparelhos para atender a cada necessidade dos nossos pacientes. Aproveite para agendar sua avaliação com a gente!

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário