Saiba quais são e o que fazer em caso de sintomas de rejeição de enxerto ósseo dentário 

Conheça os sintomas de rejeição de enxerto ósseo dentário, entenda o que fazer em caso de complicações, como tratar a dor e quais são os principais cuidados 

Se você está buscando por sintomas de rejeição de enxerto ósseo dentário, provavelmente está pensando em fazer um implante dentário e quer saber tudo sobre o procedimento, certo? Ou se você já fez o enxerto e quer saber se está tudo certo, está na leitura certa!

Neste conteúdo, vamos explicar um pouco mais sobre essa cirurgia, apresentando quais são os tipos, mostrando o que ocorre em casos de rejeição e quais são os cuidados pós-operatórios. Quer saber mais? Vem com a gente!

O que é enxerto ósseo dentário? 

O enxerto ósseo dentário é um tratamento de reposição do osso alveolar perdido por conta da falta de dentes. Quando temos um dente faltando, o osso alveolar serve para fixar o implante. O problema é que com a ausência do dente, o corpo entende que não precisamos mais dessa estrutura e vai naturalmente absorvendo tecidos e diminuindo o osso alveolar. 

Então, para a fixação do implante, é necessário fazer um enxerto ósseo, que vai repor o osso alveolar, aumentando a largura ou altura do maxilar e da mandíbula, de acordo com a necessidade específica do paciente. O dentista, então, posiciona um material que estimula a regeneração do osso. 

Quais são os tipos de enxerto ósseo dentário?

Existem 5 tipos de enxerto ósseo dentário: o autógeno, o homógeno (ou alógeno), o heterógeno (ou xenógeno), o sintético e o misto. Vamos entender um pouco mais sobre como cada um funciona? Veja a seguir!

Enxerto ósseo autógeno

O enxerto ósseo autógeno tem origem no próprio paciente. Em outras palavras, o cirurgião usa uma parte de osso do paciente para reconstruir o osso alveolar. Para enxertos menores, pode ser usado um osso da mandíbula. Nos casos de reconstruções maiores, pode ser utilizado osso da bacia, por exemplo. 

Enxerto ósseo heterógeno (ou xenógeno)

Nesse tipo de enxerto ósseo, o doador e o recebedor são de espécies diferentes. Isso quer dizer que podem ser usados ossos de origem suína ou bovina, por exemplo. Os ossos bovinos mineralizados são formados de maneira muito semelhante ao osso medular humano, se incorporando com facilidade ao tecido. 

Enxerto ósseo homógeno (alógeno) e misto  

O enxerto ósseo alógeno, também conhecido como homógeno, vem de bancos de ossos humanos. Enquanto isso, o enxerto ósseo misto é composto por um autógeno (vindo do próprio paciente) e outros tipos, dependendo da necessidade de reconstrução da área óssea. 

Enxerto ósseo sintético 

Por fim, temos o enxerto ósseo sintético. Esse tipo é produzido em laboratório e pode ser feito de materiais diferentes, como cerâmica, polímeros, hidroxiapatita sintética etc. Apesar de levar “sintético” no nome, os componentes desse enxerto ósseo são biocompatíveis

Enxerto ósseo pode ter rejeição?

O grau de chance da rejeição do enxerto ósseo vai depender do tipo. O alógeno, por exemplo, como é feito a partir do próprio paciente, não tem chance de rejeição. Nos enxertos heterógenos e homógeno, há maior risco de rejeição. Enquanto nos mistos e sintéticos, a chance de rejeição é menor. 

Quais são os sintomas de rejeição de enxerto ósseo dentário?

Os sintomas de rejeição do enxerto ósseo dentário incluem, geralmente, dor, inflamações, sensibilidade, tecidos nervosos danificados e reabsorção do enxerto. Em raros casos, o enxerto pode não se integrar com o osso.

Vale lembrar que as chances disso acontecer são bem baixas, visto que existe tecnologia para garantir a perfeita adaptação do enxerto ósseo para diversos tipos de implantes dentários

É normal sentir dor após o enxerto ósseo? 

Sentir dor após o enxerto ósseo dentário é comum, afinal, é um procedimento cirúrgico. A região fica dolorida, geralmente, por cerca de 10 dias, a depender da adaptação do organismo de cada paciente.

Ressaltamos que a retirada dos pontos, no tempo adequado, ajuda muito na diminuição da dor. Entretanto, se a dor for persistente ou estiver incomodando muito, é fundamental procurar o especialista para averiguar

Enxerto ósseo: quantos dias ficar de repouso

O repouso é parte fundamental da recuperação do enxerto ósseo. Sendo assim, após fazer o procedimento é recomendado o repouso absoluto por, no mínimo, 24 horas. Em geral, é possível voltar às atividades normais após 10 dias, mas como cada caso é um caso, o dentista vai recomendar o que é mais adequado para você. 

Quanto tempo leva para cicatrizar um enxerto ósseo?

O tempo de cicatrização do enxerto ósseo vai depender do tipo de enxerto realizado. No caso do autógeno, em que se usa o osso do próprio paciente e não existe possibilidade de rejeição, o tempo de recuperação vai de 4 a 8 semanas, em média

O que comer após enxerto ósseo?

As restrições alimentares dependem muito do quão completo é o procedimento, mas geralmente a dieta é livre. Após o enxerto ósseo, dê preferência às refeições pastosas e líquidas, evitando também temperaturas quentes.

O mais importante, na verdade, é manter a área da cirurgia super limpa. Lembre-se de que os hábitos de higiene bucal são importantíssimos para, posteriormente, manter a limpeza do implante dentário

Quais são os principais cuidados após enxerto ósseo?

Embora os riscos de complicação sejam baixos, o enxerto ósseo é uma cirurgia. Então, além do repouso, existem outros cuidados pós-operatórios que devem ser tomados. Vejamos a seguir a lista dos principais:

  • evitar tomar sol, pois isso pode piorar o inchaço e causar desconforto;
  • manter a posição da cabeça elevada, evitando abaixar a cabeça (isso aumenta o fluxo sanguíneo na região);
  • não tomar bebidas alcoólicas;
  • não fumar;
  • não tentar cuspir, usar canudos ou fazer bochechos nas primeiras 72 horas;
  • faça compressas com gelo;
  • tome os medicamentos indicados pelo dentista, seguindo à risca as dosagens e horários;
  • mantenha a higiene bucal em alta, sempre tomando cuidado com a área operada;
  • em caso de qualquer sensação incomum, procure imediatamente o dentista. 

O preço do implante dentário que você tanto sonha fazer não precisa ser passar por complicações e sintomas de rejeição de enxerto ósseo dentário. Como esclarecemos, existem técnicas, materiais e profissionais mais do que qualificados para fazer o procedimento e trazer de volta o seu sorriso.

Você não se sente com mais segurança quando sabe exatamente como vai ser o seu tratamento odontológico? Então, assine a nossa newsletter e fique inteirado sobre o assunto! 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Comentários

  • Estou fazendo um procedimento dentário fiz vários emplantes e enxertos na parte superior.Acredito o meu enxerto foi de origem sintético. Mas estou bem apesar de alguns encômodos

  • Olha me sinto muito insegura,fiz enxerto no maxilares direito e esquerdo, e no lado esquerdo fiz três cirurgias no mesmo local, muita infecção, dor mau cheiro e aí tive que retirar todo o enxerto, muito decoicinada, sem resposta , segundo os cirurgiões não dão resposta dizem que nunca viram osso, quero uma orientação se devo procurar meus direitos.

    • Oi Hélia!

      Poxa, que situação ruim. Na verdade, por aqui não temos como indicar nenhum tipo de ação. O ideal é que você procure uma opinião especialista, agendando uma avaliação com um dentista especializado e explicando todo o ocorrido.

      Para isso, você pode contar com a Odontoclinic, agendando uma consulta gratuita na clínica mais próxima de você. Agende por esse link https://odontoclinic.com.br/agenda-facil/?step=1.

    • Oi Gustavo!

      As cirurgias de enxerto ósseo podem ser em áreas mais protegidas ou em áreas mais críticas. Então, a liberação para esse tipo de viagem depende muito do tipo, tamanho e local da cirurgia. O ideal é consultar seu implantodontista para mais informações.

      Moisés Suzart
      Implantodontista, Odontoclinic Feira de Santana

  • Fiz recentemente um enxerto ósseo, e estou me recuperando bem rápido graças a Deus, tem que fazer repouso e comer alimentos leves e manter a higiene bucal em dia.

    • Oi Iraildes!

      Muito obrigada por compartilhar a sua experiência com a gente!
      Isso ajuda outras pessoas a entenderem que o procedimento é seguro e, com os devidos cuidados, tranquilo.

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
Você está com dor na gengiva? É melhor procurar o dentista. Confira as causas mais comuns e as possibilidades de tratamento!
A agenesia dentária é uma condição comum que pode ser tratada. Confira no post o que é e quais são as causas!
A pasta de dente para sensibilidade realmente funciona? Qual é a sua composição? Descubra lendo esse post!