Como acontece o envelhecimento dos dentes e o que você pode fazer?

Os dentes envelhecem de forma natural, mas cuidando bem deles e contando com o suporte de um bom dentista, você pode retardar esse processo

Todos nós vamos envelhecer, não dá para fugir disso. O tempo passa de forma natural e o nosso organismo, aos poucos, perde o vigor da juventude. Mas será que também acontece o envelhecimento dos dentes?

Saber ao certo a resposta para essa pergunta é muito importante para que você possa cuidar do seu sorriso desde já. Afinal, conseguimos evitar problemas relacionados à idade quando fazemos a prevenção adequada.

Conversamos com a Dra. Marianne Coelho Toigo, dentista especialista em endodontia e franqueada Odontoclinic, para discutir melhor o assunto. Ela explicou como o processo de envelhecimento atinge a dentição humana e o que fazer para preservar os dentes saudáveis ao longo da vida. Confira!

Os dentes envelhecem?

A resposta é sim, o envelhecimento dos dentes existe e acompanha a tendência natural de todo o organismo. Isso acontece porque a dentição também é composta por células, chamadas odontoblastos, que passam pelo mesmo processo de desgaste de outras áreas do corpo.

Nossos dentes são compostos por três partes. A polpa é a interna, onde ficam as estruturas “vivas”, como os nervos, vasos sanguíneos e linfáticos. Depois temos a dentina, que envolve a polpa e, por fim, o esmalte, que é a camada externa dos dentes.

Marianne conta que são os odontoblastos que fazem a conexão dessas partes. Eles envelhecem tanto por causa de um processo fisiológico natural quanto pelo contato com comidas ou bebidas quentes e ácidas, recebendo estímulos que aceleram o envelhecimento.

Sabendo dessa informação, podemos adotar cuidados para retardar o envelhecimento dos dentes e amenizar os efeitos provocados pelo tempo. Nos próximos tópicos, vamos conversar mais sobre isso. Continue com a gente!

Dá para amenizar o envelhecimento dos dentes?

Marianne reforça que, embora o envelhecimento dos dentes seja natural, é possível amenizar esse processo evitando a exposição a fatores agressivos. Dois deles são o excesso de acidez e o clareamento feito sem acompanhamento do especialista.

Consuma menos comidas ácidas e industrializadas

Os alimentos e bebidas ajudam a promover ainda mais desgaste na estrutura dentária, favorecendo o envelhecimento dos dentes. “Aceleram tanto que podem causar a erosão ácida, desfazendo parte do esmalte que protege os odontoblastos”, explica a especialista.

Sendo assim, é importante evitar o consumo de refrigerantes, açúcares e frutas cítricas, como limão e abacaxi, entre outros alimentos que contenham alto índice de acidez.

A dentista aponta outro hábito que pode ser prejudicial: “muita gente toma água com limão em jejum, sem escovar os dentes de manhã, quando a boca já está ácida. Isso é um ponto que promove mais desgaste porque acordamos com pouca saliva”.

Tenha cuidado com o clareamento dos dentes sem orientação

Esse procedimento é seguro quando feito da maneira correta, com o acompanhamento de um dentista capacitado e experiente. Segundo Marianne, o excesso de clareamento contribui para o envelhecimento dos dentes porque envolve substâncias químicas que agem direto na dentina, uma camada rica em odontoblastos.

O ideal é evitar práticas caseiras para clarear os dentes, preferindo o tratamento com o especialista. Além disso, a dentista recomenda que as manutenções aconteçam em um período de três a cinco anos, não de forma muito constante.

O que o dentista pode fazer pensando nos dentes envelhecidos?

As consultas periódicas com o dentista são fundamentais para que ele oriente você sobre como evitar o processo de envelhecimento dos dentes. Como a especialista disse, isso vai acontecer, mas a adoção dos cuidados certos ajuda a ampliar a longevidade da dentição.

O profissional vai instruir sobre seus hábitos alimentares para fazer adequações, evitar excessos que são prejudiciais para o sorriso e inserir alimentos que ajudam a proteger os dentes. Ele ensinará o modo correto de fazer a escovação e o melhor momento para isso.

Existem, ainda, os procedimentos preventivos, como a profilaxia. Trata-se da limpeza de consultório que ajuda a evitar a formação do tártaro. Outro exemplo é a aplicação de flúor para formar uma camada de proteção transitória, que ajuda a fortalecer o esmalte dentário.

Alguns pacientes podem precisar de outras abordagens. Marianne conta que, quando ocorre a perda de esmalte, é possível fazer a proteção da dentina por meio de uma reconstrução. Há casos que demandam o acompanhamento de um nutricionista e o tratamento do bruxismo, uma condição que favorece a exposição dos odontoblastos.

envelhecimento dos dentes

Quais são os conselhos da dentista quanto ao envelhecimento dos dentes?

Agora, para que você possa cuidar melhor da sua saúde bucal e evitar o envelhecimento dos dentes, veja quais são os conselhos da profissional quanto ao processo.

Entenda que é natural

“Ficamos velhos, os dentes envelhecem, mas tudo tem cuidado e acompanhamento”, reforça Marianne. Assim, antes de tudo, você precisa entender que os dentes vão sofrer alterações. Adotando as medidas certas, isso vai acontecer de uma forma saudável e equilibrada, evitando prejuízos.

Vá sempre ao dentista

Já falamos sobre isso, mas convém reforçar que os cuidados adotados em casa precisam ser complementados pelas consultas periódicas. Elas devem acontecer pelo menos a cada seis meses, mas a recomendação pode ser diferente para cada pessoa. Por isso, converse com seu dentista de confiança para saber o que é melhor para você.

Capriche na higiene

Outro cuidado recomendado por Marianne é uma boa higienização. Dê preferência para uma escova com cerdas extra macias e escolha um bom creme, evitando aqueles com promessas de clarear o sorriso. Também não se esqueça de passar o fio dental pelo menos uma vez por dia.

Espere para escovar os dentes

É essencial fazer a higiene bucal depois das refeições, mas isso não precisa ocorrer tão rápido. Marianne explica qual é a boa prática: “o melhor momento para escovar os dentes é entre 20 a 40 minutos após comer. Quando você espera esse tempo, o pH se estabiliza e não há desgaste”.

Preste atenção à alimentação

Ainda que alguns alimentos e bebidas possam contribuir com o envelhecimento dos dentes, não é preciso cortá-los do cardápio. “Tudo é uma questão de ponderar, porque a gente não vai deixar de comer doce, que também envelhece os dentes, mas precisa de equilíbrio”, orienta a dentista.

Até uma alimentação mais fit pode prejudicar o sorriso. Marianne conta que já teve casos de pacientes com dietas desse tipo, que eram muito ácidas. Portanto, ela recomenda rever os hábitos alimentares ou fazer o acompanhamento com o nutricionista, para balancear o cardápio.

Cuide do bruxismo

Como dito, o bruxismo favorece o envelhecimento da boca. Isso acontece porque o atrito entre as arcadas provoca desgastes nos dentes, destruindo o esmalte e expondo a dentina. Os odontoblastos ficam expostos às agressões e envelhecem mais rápido. Então, é preciso tratar esse distúrbio, seja com ortodontia, placas miorrelaxantes ou toxina botulínica.

É verdade que existem diversos procedimentos que ajudam a reparar os danos provocados pelo tempo e a reequilibrar a saúde bucal, como no caso do implante dentário, das coroas e reconstruções. Porém, a conservação dos dentes naturais é sempre preferível.

Você pode contar com a Odontoclinic tanto para prevenir o envelhecimento dos dentes na juventude quanto para cuidar da saúde bucal do idoso. Afinal, todas as clínicas têm especialistas capacitados e experientes, além de ótima infraestrutura e tecnologia de ponta para manter o seu sorriso saudável e bonito.

A Odontoclinic está em todo o Brasil, e com certeza tem uma clínica perto de você. Acesse o site para encontrar a mais próxima e agende a sua visita!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!
Piercing no smile é aquele que aparece quando a pessoa sorri, mas será que ele faz mal para os dentes? Tire suas dúvidas!