O que é restauração dental? Entenda melhor

6 minutos para ler
Clínico geral: sempre uma solução ideal pra cuidar de você

A restauração dental é um procedimento importante na Odontologia. Veja todas as suas possibilidades a seguir!

 

A restauração dental é uma técnica bastante conhecida quando se fala em odontologia. É bem provável que você tenha feito ao menos uma na sua vida, ou se não fez, conhece alguém que precisou recorrer ao procedimento, certo?

Mas, afinal, como funciona a restauração? Quando é preciso realizá-la? Quais são as suas vantagens? O que acontece quando não fazemos? As respostas para essas e outras perguntas você confere com a gente na sequência!

O que é restauração dental?

A restauração dental, ou dentística restauradora, reúne as restaurações para tratar cáries ou traumas. Essencialmente, restauração (ou obturação) é a reconstrução do dente, em que são utilizados materiais como resina, que é da cor do dente, ou amálgama, de cor prateada.

A restauração é o tratamento indicado para acabar com a cárie e com a dor de dente, em alguns casos. O dentista limpa toda a zona cariada e retira os tecidos atingidos com um aparelho próprio e coloca resina ou amálgama para cobrir a região, evitando o surgimento de novas cáries no mesmo local. Claro que continua sendo necessária uma ótima higienização para que o problema não se repita, ok?

Quando a cárie é mais profunda, o dentista retira parte do dente ou o remove por completo. Neste segundo caso, o ideal é colocar um implante no local, para que não haja nenhum prejuízo à mastigação e autoestima do paciente.

Por que é importante restaurar os dentes?

A restauração dental é necessária para:

  • eliminar cáries;
  • evitar dor de dente;
  • recuperar o formato original dos dentes;
  • melhorar a aparência.

Qual é a diferença entre restauração e obturação?

Na prática, são processos semelhantes. Seja uma obturação ou restauração, elas indicam que o dentista trata a lesão e fecha o espaço com algum tipo de material (resina ou amálgama)

De forma específica, obturação significa tapar ou fechar. Antes, era mais comum usar amálgama nesses processos — o material de tom prateado, que está caindo em desuso na odontologia.

Por sua vez, a restauração dental diz respeito ao reparo e recuperação por meio de um material que se assemelha aos dentes, garantindo um resultado impecável, que traz mais confiança na hora de sorrir.

Quando é preciso fazer a restauração?

restauração dental o que é

O dentista é quem poderá dizer a você quando é preciso fazer a restauração dental. Mas, de maneira geral, quando algumas das situações a seguir acontecem, é sinal de que você precisa seguir com esse tratamento. Veja em detalhes!

Fratura nos dentes

A primeira delas é a fratura dental. Ou seja, quando um dente está quebrado ou sofreu algum dano interno. Existem diferentes tipos de fraturas, que podem ocorrer do esmalte até a raiz do dente. Logo, a restauração serve para devolver a funcionalidade do mesmo em alguns desses casos.

Por exemplo, quando você come algo duro e quebra um pedacinho do dente, mas que faz toda a diferença na mastigação. Com a restauração dental, sua tranquilidade de mastigar é recuperada.

Cárie

Em seguida, temos a eliminação de uma cárie. Quando ela aparece, pode prejudicar o esmalte dental, sendo preciso fazer a sua limpeza para que ela não se desenvolva. Isso pede uma restauração para que o dente volte ao seu aspecto inicial.

Restauração de dentes amarelados

Por fim, temos a restauração dos dentes amarelados. Com o passar dos anos e dependendo dos hábitos da pessoa, como o consumo de bebidas com corantes ou mesmo o uso de cigarro, o dente vai desgastando e ficando com uma cor amarelada. Assim, o ideal é buscar a restauração para devolver o aspecto mais branco.

Quais são as vantagens do procedimento?

A restauração dental traz benefícios, viu? Por exemplo, imagine um dente cariado: muitas vezes ele gera dor na ingestão de alimentos e líquidos. Ao restaurá-lo, é possível eliminar esses problemas. Além disso, há o fator de preservação dos dentes, que evita a perda antecipada e a má oclusão.

A questão estética também é importante, até porque o nosso sorriso é como um cartão de visitas, que traz muito mais confiança no dia a dia.

Quais são os procedimentos para restaurar o dente com cárie?

O primeiro passo do tratamento consiste na remoção do tecido cariado, com instrumentos de alta rotação (o famoso motorzinho do dentista). Após a remoção completa da cárie, é feita uma restauração na cavidade, com resina ou amálgama. Por fim, o dente será polido, dando o acabamento final do material restaurador.

Vale dizer que não é um procedimento que causa dor. Caso exista sensibilidade do dente ou a cárie esteja mais profunda, o dentista lança mão da anestesia, garantindo tranquilidade ao paciente.

Quais são as consequências de não fazer o procedimento?

Não fazer a restauração dental pode levar ao progressivo comprometimento dos tecidos dentários e provocar:

  • dores cada vez mais frequentes e intensas, ainda mais quando se tem cárie;
  • necessidade de tratamento de canal, caso a cárie tenha atingido a polpa do dente;
  • maior vulnerabilidade a traumas e acidentes;
  • comprometimento da estética;
  • eventual perda do dente, prejudicando a autoestima e gerando outros problemas de saúde, porque até a mastigação é impactada.

E tem mais! Lembre-se de que as restaurações existentes devem ser reavaliadas de 6 em 6 meses, já que o dente restaurado é mais vulnerável que o íntegro. Logo, procure sempre o dentista de sua confiança para fazer a avaliação e eventualmente realizar os ajustes necessários.

Como vimos, a restauração dental é um procedimento essencial para fraturas nos dentes, mas também para cáries; e até mesmo para manter a estética em dia. O ideal é que você sempre procure um dentista especializado no assunto para garantir que o tratamento seja feito corretamente e traga os melhores resultados.

Agora, convidamos você a ler sobre os tipos de restauração dentária e quando fazer! Vamos lá?

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário