Conheça 10 mitos e verdades sobre os tratamentos odontológicos

8 minutos para ler

Você sabe diferenciar os mitos e verdades sobre os tratamentos odontológicos? Realmente, pode ser difícil, afinal, muitas informações circulam por aí. Mas nem todas estão corretas, e isso acaba fazendo as pessoas se afastarem da clínica do dentista.

O grande mal é que adiar a consulta traz prejuízos para a saúde bucal, pois os problemas se agravam, exigindo procedimentos mais complexos no futuro. Por isso, você precisa de informações confiáveis.

A doutora Michelle Resende Ponce Pinto, franqueada da Odontoclinic e especialista em próteses dentárias, esclareceu o que é mito e verdade sobre o tratamentos odontológicos. Continue lendo para descobrir e aprender a cuidar ainda melhor do seu sorriso!

Quais os principais mitos sobre tratamentos odontológicos?

Tem gente que deixa de ir ao dentista porque acredita que não vai conseguir pagar os tratamentos. Outros, têm medo de sentir dor, e há quem não marque consulta para não precisar voltar à clínica diversas vezes.

Sabia que tudo isso é mito? Veja, a seguir, quais são as informações equivocadas sobre os tratamentos odontológicos, nas quais você não deve acreditar.

1. Todo tratamento dentário custa caro

Não adie a ida ao dentista por causa do investimento necessário. “Notamos que as pessoas têm o valor não percebido do quanto um sorriso faz a diferença e transforma a vida. O sorriso é algo que não tem preço, mas, na hora de investir nisso, acham que é caro”, explica Michelle.

Há um questionamento sobre o custo do tratamento, sem considerar o benefício alcançado. Mas não podemos nos esquecer de que a precificação é justa, e somente com suporte do dentista podemos manter o equilíbrio da saúde bucal que, aliás, interfere no organismo como um todo.

Caso os procedimentos odontológicos pesem no bolso, basta procurar uma clínica que ofereça facilidades no pagamento. Apenas não se esqueça de verificar a especialização dos profissionais e a qualidade dos serviços, combinado?

2. Tratamentos odontológicos são demorados

A duração dos procedimentos também está entre os mitos e verdades sobre os tratamentos odontológicos. Porém, nem todos são demorados. Por outro lado, quanto mais adiamos a consulta, maiores serão as chances de precisar de diversas delas, por causa da complexidade do problema.

Michelle apontou outro fator que tem favorecido o trabalho dos dentistas: “temos ótimas tecnologias e excelentes produtos e profissionais para que tenhamos um tratamento mais rápido”. Assim, as inovações do setor odontológico trouxeram agilidade.

Ela explica que, atualmente, apenas com uma consulta, o paciente pode fazer a cirurgia de implantes e sair com a prótese provisória da clínica. Assim como, em menos de um ano, os aparelhos já trazem os resultados necessários. Isso, claro, em clínicas com bons profissionais.

3. Cuidar dos dentes é muito dolorido

De acordo com a especialista da Odontoclinic, alguns pacientes chegam ao consultório com infecção, precisando de tratamento de canal, mas não sabem por que não estão sentindo nada. Assim, a dor varia de pessoa para pessoa.

Quanto aos procedimentos, ela explica que limpeza, aplicação de flúor, selante e manutenções ortodônticas, por exemplo, são indolores. Entretanto, “em qualquer tratamento que o paciente chegue com dor, ou em uma intervenção cirúrgica, lançamos mão de anestésicos que duram de 6 a 8 horas”, esclarece a especialista. Tempo suficiente para não sentir nenhuma dor!

4. Pasta de dente clareadora realmente funciona

A pasta de dente branqueadora pode ser decepcionante. Isso porque, segundo a doutora, esse produto não muda o tom da dentição. Ele é apenas 2% oxidante, então, não consegue atuar na dentina de forma profunda, como o clareamento.

Na verdade, fazem abrasão no esmalte, ou seja, basicamente, lixam a superfície dele. Assim, removem manchas externas causadas pelo acúmulo de placa ou pigmentos, mas não mudam a cor do dente. É preciso ter cuidado com esse produto, porque seu uso contínuo provoca perda do esmalte.

5. Todo mundo precisa tirar o siso

A extração de dente é um procedimento muito realizado no terceiro molar — o siso —, mas isso não significa que todas as pessoas devam tirá-lo. Conforme a especialista explicou, há casos em que ele está bem posicionado e não comprometido.

O siso é extraído apenas quando não consegue nascer, prejudica os demais ou sofre problemas constantes pela dificuldade de higienização. Mesmo assim, cada caso é estudado individualmente.

Quais as verdades sobre os tratamentos odontológicos?

mitos e verdades sobre os tratamentos odontólogicos

Agora que já esclarecemos quais são os mitos, vamos conhecer algumas verdades sobre os tratamentos odontológicos. Confira!

1. O clareamento de consultório é mais eficiente

Nesse caso, a técnica e o produto fazem toda a diferença. No clareamento feito na clínica, a concentração do branqueador pode ser de 10, 30 ou 45%, explica Michelle. Uma ação muito mais eficaz do que as pastas.

Em comparação com o clareamento caseiro, o tempo de duração é menor, e ainda são utilizadas luzes de LED ou laser para potencializar a ação do produto. Por isso, os resultados são alcançados com mais rapidez.

2. O tratamento com aparelhos invisíveis é mais rápido

No tratamento ortodôntico com aparelhos fixos metálicos, o estímulo das movimentações é realizado uma vez por mês. Esse tempo é menor com os alinhadores invisíveis, portanto, o tratamento com eles é mais rápido.

“Hoje, com os alinhadores Everest, nós tratamos um paciente, avaliando toda a condição dele, em seis ou sete meses”, esclarece a especialista. Além da vantagem do tempo, temos a discrição desse aparelho, por ser praticamente invisível e não destacar no sorriso.

3. Escovar os dentes faz parte do tratamento odontológico

A consulta ao dentista acontece, geralmente, a cada seis meses. Durante o restante do tempo, o cuidado é caseiro. Assim, é fundamental escovar os dentes para complementar o tratamento odontológico, sendo a principal medida preventiva. Não se esqueça da importância de caprichar na escovação noturna.

Michelle explica que, quando dormimos, nossa boca vira um ambiente propício para proliferação de bactérias. “Se não escovamos os dentes, ficam restos de alimentos e açúcares. Com esses restos, geramos energia para as bactérias, ou seja, elas se proliferam e as chances de desenvolver cárie são maiores.”

É preciso ter atenção com o tipo de escova escolhida, porque existe a crença de que aquelas com cerdas duras limpam melhor, quando não é verdade. “As macias ou extramacias são as mais recomendadas, por não riscar nem destruir o esmalte dos dentes”, esclarece a dentista.

4. Alguns hábitos e alimentos prejudicam o tratamento (e os dentes!)

O consumo excessivo de alimentos pigmentados, como vinho tinto, suco de uva, beterraba molho shoyu, refrigerante, café e açaí, pode promover uma alteração da tonalidade dos dentes. O mesmo ocorre se houver negligência com a escovação dos dentes.

Roer as unhas, usar os dentes como ferramentas e morder objetos duros também traz prejuízos para a dentição e afeta tratamentos, como as restaurações e implantes. Já no caso da alimentação, ela reduz a duração do clareamento.

5. Não devemos esperar sentir dor para ir ao dentista

Entre os mitos e verdades sobre os tratamentos odontológicos, essa é uma das informações que mais exigem a sua atenção. As pessoas costumam esperar os sintomas se manifestarem para ir ao dentista, quando deveriam fazer a prevenção com o suporte do profissional.

Não espere os incômodos acontecerem para buscar ajuda do especialista. Mantenha uma boa rotina de cuidados em casa e, a cada seis meses, faça uma avaliação. Somente o profissional consegue identificar algumas alterações para corrigir, antes que se tornem problemas.

Buscar informações de qualidade também é fundamental para que você saiba diferenciar os mitos e verdades sobre os tratamentos odontológicos. Dessa forma, sempre tomará a decisão correta, sem colocar a sua saúde bucal em risco e mantendo seu sorriso saudável e bonito.

Gostou de saber os mitos e verdades sobre os tratamentos odontológicos? Então, assine nossa newsletter! Assim, poderemos compartilhar com você mais informações úteis e interessantes como essas!

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário