Frenectomia: quem precisa desse procedimento? Descubra!

6 minutos para ler
Clínico geral: sempre uma solução ideal pra cuidar de você

Entenda o que é a frenectomia e saiba em quais casos esse procedimento é indicado.

Afrenectomia é um procedimento cirúrgico de pequeno porte, bastante simples. Ela pode ser do tipo lingual ou labial e consiste na realização de um corte para remoção de tecido fibroso, que pode estar localizado tanto na língua quanto nos lábios.

Essa fibrose limita algumas movimentações ligadas à mastigação e fala, por exemplo, e pode causar outros problemas, como diastemas (espaço entre os dentes centrais) e sorriso gengival. Por isso, a correção cirúrgica é indicada para solucionar questões de função e fonéticas, melhorar a estética e promover uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Quer saber mais sobre a cirurgia de frenectomia? Então, continue a leitura deste artigo!

Para que serve a frenectomia?

O principal objetivo da frenectomia é remover o freio dos lábios ou da língua, conforme as necessidades do paciente. Em resumo, o freio labial é aquele que conecta a porção interna da boca, composta pelos tecidos moles, ao lábio.

De acordo com a Dra. Luiza Cangueiro, cirurgiã-dentista e responsável técnica da unidade da Odontoclinic na Vila Mariana, em São Paulo, “quando nós falamos, existe um tracionamento desse freio, que está posicionado tanto na parte superior quanto na inferior e bem conectado no lábio”. Sendo assim, a cirurgia serve para romper o tecido fibroso que provoca essa força.

Já o freio lingual, localizado na região inferior, embaixo da língua, compromete a fonética e mastigação. Por isso, deve ser removido para melhorar essas funções.

Quem precisa de frenectomia?

Para saber se você precisa realizar uma frenectomia é preciso fazer uma visita a uma clínica odontológica. Isso porque a necessidade cirúrgica só pode ser detectada durante uma consulta de rotina, em que o dentista observa algumas características marcantes em quem apresenta freio dos lábios ou lingual.

Confira abaixo as principais:

  • alteração na fala;
  • presença de espaço entre os dentes;
  • transbordamento excessivo do freio na região labial;
  • dificuldade para engolir;
  • dificuldade para mastigar;
  • dificuldade para higienização diária, que pode resultar na doença periodontal;
  • gengiva muito aparente ao sorrir.

A Dra. Luiza enfatiza que, muitas vezes, alguns desses pontos passam despercebidos pelo paciente e são tratados como algo normal. Contudo, ao consultar um profissional, descobre-se que será preciso a cirurgia de frenectomia.

Como esse procedimento é realizado?

A cirurgiã-dentista explica que a frenectomia é um procedimento cirúrgico bastante tranquilo para o paciente, em que se faz um pequeno corte na região do freio para romper o tecido com fibrose, e pode ser realizado na clínica odontológica.

A cirurgia tem uma curta duração e é feita com o uso de anestesia local, ou seja, apenas na região a ser operada, eliminando qualquer tipo de desconforto.

Cuidados no pré-operatório

Antes de tudo, é fundamental procurar um cirurgião-dentista capacitado, de modo que um diagnóstico correto seja dado. Após a constatação da real necessidade da cirurgia, você deve marcar uma consulta pré-operatória para tirar todas as suas dúvidas sobre o procedimento.

A Dra. Luiza menciona que “essa etapa tem grande relevância e faz toda a diferença para o sucesso da cirurgia, pois, por se tratar de um procedimento cirúrgico, gera insegurança. Logo, esse momento servirá para que o paciente consiga externar seus principais questionamentos e suas expectativas sejam entendidas”, o que ajudará a deixá-lo mais calmo e confiante.

A cirurgiã-dentista enfatiza, ainda, que quando o paciente entende a importância da cirurgia, tira-se o “peso” da frenectomia enquanto procedimento cirúrgico e ele fica ciente que o melhor está sendo feito.

Cuidados no pós-operatório

Apesar de ser um procedimento simples, o pós-operatório exige alguns cuidados importantes para ocorrer da melhor maneira possível. Após a cirurgia, são prescritos medicamentos como analgésico e anti-inflamatório, para que você não corra o risco de sentir dor. Desse modo, é fundamental tomar essas medicações de acordo com a recomendação do profissional.

Além disso, o ideal é que nos primeiros dias sejam priorizados alimentos mornos, frios ou pastosos, a fim de que não ocorra nenhum impacto na região. A Dra. Luiza Cangueiro destaca que o calor deixa os vasos sanguíneos bem dilatados, estimulando o sangramento, enquanto temperatura mais baixas promovem um apertamento desses vasos, impedindo hemorragias.

O processo de higiene bucal também tem extrema importância no período pós-operatório. Portanto, a higienização precisa ser muito bem-feita para não inflamar os pontos ou ter uma infecção. Você precisa, então, usar uma escova macia de cabeça pequena, realizando uma escovação bem tranquila, com calma e finalizando com um enxaguante bucal.

Depois de 7 dias, você deve retornar à clínica para que o dentista que realizou o procedimento avalie o processo de cicatrização e faça a remoção dos pontos.

Quais problemas a frenectomia resolve?

Conheça, a seguir, os principais problemas solucionados pela frenectomia.

Diastema

Como já mencionado, os diastemas são espaços entre os dentes, comuns principalmente entre os centrais. Ele pode ter diversas causas, porém, quando essa condição é causada pelo freio labial baixo e fibroso, a frenectomia auxilia no fechamento desses espaços.

Língua presa

A anquiloglossia, popularmente conhecida como língua presa, ocorre quando o freio lingual é menor que o normal. Esse fator limita o movimento do órgão e provoca alterações na pronúncia de algumas palavras.

Nesses casos, a frenectomia tem o objetivo de remover esse freio para que a língua tenha uma movimentação adequada.

Como a frenectomia influencia a qualidade de vida do paciente?

“Considerando que a presença do freio com uma capacidade de tração tão elevada compromete a estética, mastigação, fonética e a perspectiva de um tratamento de Ortodontia, que às vezes fica limitado por um diastema que não fecha ou alguma outra complicação, a frenectomia só tende a trazer benefícios para a autoestima e qualidade de vida”, explica a cirurgiã-dentista.

A cirurgia conseguirá resolver todos esses cenários. Sendo assim, você só tem a ganhar ao realizar esse procedimento.

Perceba, então, que a frenectomia é indicada em diversas situações e contribui diretamente para a qualidade de vida do paciente. Portanto, trata-se de um investimento na saúde que faz uma grande diferença em muitos aspectos, como na autoestima.

E aí, gostou deste artigo? Você acha que precisa realizar uma frenectomia? Então, entre em contato com a Odontoclinic e agende sua consulta com um de nossos especialistas!

agendamento
Posts relacionados

Deixe um comentário