Herpes labial: sintomas, causas, tratamentos e como prevenir

Observar o próprio corpo é muito importante. Afinal, uma pequena ferida na boca já pode ser um sinal de alerta, não só para a saúde bucal, mas todo o organismo. Se você notar esse tipo de lesão está no local há um bom tempo, causando ardência, coceira e pequenas bolinhas vermelhas, é provável que esteja com herpes labial.

Mas calma, não precisa se alarmar: a doença tem tratamento e seu contágio pode ser evitado com os cuidados certos. Se você quer saber mais sobre a herpes labial, quais são suas causas, formas de tratamento e prevenção, continue nessa leitura! 

O que é herpes labial

A herpes labial é causada pelo vírus HSV-1, que se manifesta nos lábios, na gengiva e em outras regiões da boca. A doença provoca a formação de pequenas bolhas, que, ao estourar, dão origem a feridas.

O vírus da herpes é super comum. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, cerca 99% da população adulta já adquiriu imunidade na infância ou adolescência à herpes simplex, o que não dispensa atenção médica após o aparecimento das feridas.

Herpes labial: quanto tempo dura

As feridas da herpes labial geralmente somem entre 7 e 14 dias em pessoas com a imunidade regular. Elas causam muito incômodo na região, provocando coceira e dores. 

Enquanto as vesículas estiverem presentes, um simples contato pode transferir o vírus para outras áreas do corpo, incluindo os olhos. 

Herpes: imunidade baixa

Imunidade baixa e herpes tem tudo a ver. Os principais sintomas da herpes costumam aparecer quando o paciente está com baixa imunidade, muito ansioso ou estressado. Então, além de tratar a herpes com medicamentos, é preciso dar atenção à causa da crise. 

Sintomas de herpes labial 

O principal sintoma da herpes labial são as bolhas na boca, de aparência esbranquiçada, avermelhada e amarelada. Mas há outros sinais que requerem atenção:

  • formigamento;
  • inflamação;
  • rompimento das bolhas, que causa desconforto para comer e beber;
  • ardência;
  • coceira;

Em alguns casos, dependendo da intensidade das lesões, o paciente também pode ter febre e aumento nos gânglios do pescoço e da cabeça.

Por causa da formação de feridas e dos riscos de contaminação por bactérias, é importante que a pessoa vá ao dentista assim que notar os primeiros sinais da doença.

Herpes em pessoas grávidas e imunodeprimidos

Em pessoas em grupos de risco, as feridas demoram a desaparecer e podem se espalhar pelo organismo. Quando tratamos logo, reduzimos as chances de contaminação e de males mais intensos para outras pessoas.

Por isso, pessoas grávidas, pacientes imunossuprimidos, pacientes imunodeprimidos e recém-nascidos devem procurar o atendimento médico o mais rápido possível ao constatarem os sintomas de herpes labial. 

O que causa herpes labial

A causa da herpes labial é o contato com pessoas e objetos contaminados. Entramos em contato com o HSV-1 por meio de gotículas de saliva, ao colocar objetos contaminados na boca e pelo beijo.

Em geral, o primeiro contato com o vírus acontece nos primeiros anos de vida, por secreções orais vindas da tosse ou do espirro. Depois disso, o vírus se aloja nos neurônios ou em glândulas do sistema linfático e pode permanecer por lá durante toda a vida sem causar sintomas.

Em períodos de baixa imunidade, então, quando o indivíduo está passando episódios de estresse, ansiedade e exposição ao sol sem proteção, o vírus pode ser reativado e voltar a provocar sintomas. 

Tratamentos para herpes labial

A herpes labial pode ser tratada com antivirais, em forma tópica ou oral, como fanciclovir, aciclovir e valaciclovir etc. Além disso, tem outras coisas que você pode fazer para aliviar os sintomas de herpes. 

Remédio caseiro para herpes

Sabe o que é bom para herpes labial? Alimentos que são antibióticos naturais, antivirais, antígenos e que aumentam a imunidade, como:

  • alho;
  • chá preto;
  • extrato de própolis;
  • vitamina C etc.

Você pode fazer ingestão de alimentos e bebidas que tenham essas propriedades, mas evite passar misturas caseiras nas feridas, combinado? Para usar pomadas e cremes, peça a orientação do médico ou dentista. 

Como curar herpes labial em 1 dia

Não é possível curar a herpes labial em 1 dia. O que você pode é acelerar o processo de cicatrização das bolhas, o que já ajuda muito.

A recomendação é começar a tratar já ao perceber os primeiros sintomas. O formigamento e a coceira, por exemplo, podem começar antes das bolhas aparecerem na boca. Nesse caso, já inicie a administração do medicamento, de acordo com a orientação médica. 

Como curar ferida na boca rapidamente

Para se livrar das bolhas na boca e curar as feridas rapidamente, você precisa evitar tocar as lesões. Apertar, então, nem pensar! Além disso, evite alimentos quentes, cítricos ou com muito açúcar. 

Como o vírus se esconde no corpo, novos episódios podem ocorrer com a queda de imunidade, então a melhor forma de tratar a herpes labial é a prevenção, pois não há cura permanente para a doença. 

Como prevenir a herpes labial

Não coloque as mãos na boca (especialmente se elas não estiverem higienizadas) e não compartilhar copos, talheres e cosméticos para os lábios (como batom, gloss, protetor labial, entre outros).

Se você sofre com recorrências, você pode usar um protetor labial com filtro solar e evitar exposição direta ao sol. Outro cuidado é interromper a prática de sexo oral quando a doença estiver na fase ativa.

A herpes labial é contagiosa

A herpes labial é uma doença altamente contagiosa e não tem cura. Contudo, com o tratamento adequado, o paciente consegue reduzir as chances de contaminação e a intensidade dos sintomas.

Para isso, é importante observar o próprio corpo e adotar um estilo de vida saudável, reduzindo gatilhos para o estresse e ansiedade, usando proteção solar e adotando bons hábitos de higiene.

Qual médico trata herpes labial 

O dentista pode tratar herpes labial. Além disso, o clínico geral e o dermatologista também são indicados.

Se você está passando por uma crise de herpes labial, além de procurar o especialista para saber o tratamento adequado, evite práticas que possam contagiar outras pessoas com a doença. Lembre-se de que a herpes pode causar danos maiores em algumas pessoas. 

Você sabia que o dentista pode tratar herpes labial? Pois é! Esse profissional é capacitado para cuidar de várias partes da face e da cavidade oral. Quer saber mais? Baixe o material sobre clínica geral odontológica

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!
Piercing no smile é aquele que aparece quando a pessoa sorri, mas será que ele faz mal para os dentes? Tire suas dúvidas!