O que é a mordida cruzada?

A mordida cruzada é um dos problemas ortodônticos mais comuns e afeta crianças e adultos. Ela acontece quando alguma parte da arcada dentária superior se encaixa por dentro da arcada inferior.

Você sabe quais são as principais características da mordida cruzada e como é possível tratar este problema? Ainda, será que você tem mordida cruzada?

Neste post, você terá acesso às principais informações sobre o assunto, acompanhadas de orientações e dicas importantes para manter a saúde e a beleza do seu sorriso! Confira!

O que é a mordida cruzada?

A mordida cruzada pode ser definida como um desalinhamento entre os dentes superiores e os dentes inferiores, fazendo com que os portadores deste problema fiquem com o sorriso torto. Na prática, o que acontece é que o maxila encaixa por dentro da mandíbula.

O que pouca gente sabe é que a mordida cruzada atrapalha o crescimento dos ossos da face, o que pode trazer problemas de mastigação, respiração e perda de dentes. Confira outros problemas comuns associados à mordida cruzada.

  • dificuldade na escovação, o que facilita o aparecimento de cáries e outras doenças bucais e nas gengivas;
  • bruxismo;
  • desgastes, traumas e até a perda de dentes;
  • retração (diminuição) da gengiva; e,
  • distúrbios temporomandibulares.

É importante destacar que geralmente o problema é perceptível, principalmente quando os dentes de baixo se sobrepõem aos de cima, o que faz com que o queixo fique proeminente. Entretanto, em algumas situações, a mordida cruzada pode ser imperceptível, razão pela qual é importante sempre consultar um profissional.

Quais são os tipos de mordida cruzada?

A mordida cruzada por ser classificada por dois tipos principais: mordida cruzada anterior e mordida cruzada posterior. Entenda!

Mordida cruzada anterior

Ocorre quando os dentes da frente da arcada superior não conseguem encobrir os da arcada inferior. Assim, quando a boca se fecha, os dentes de baixo ficam mais à frente, projetando o queixo do paciente para frente.

Mordida cruzada posterior

Acontece quando os dentes superiores da parte de trás se fecham ‘por dentro’ dos dentes inferiores.

Além destes dois tipos de classificação, existem ainda:

  • mordida cruzada esquelética: é o tipo de problemas que causa um comprometimento das bases ósseas;
  • mordida cruzada funcional: se caracteriza pela ocorrência de um desvio em razão de uma acomodação da mandíbula.
  • mordida cruzada unilateral: acontece quando o desalinhamento dos dentes aparece apenas em um dos lados;
  • mordida cruzada bilateral: ocorre quando o desalinhamento aparece nos dois lados;
  • mordida cruzada dento alveolar: é diagnosticada quando ocorrem alterações apenas na inclinação dos dentes.

Quais as causas e os principais sintomas da mordida cruzada?

mordida cruzada

Embora o desalinhamento entre as arcadas dentárias seja a principal característica visível da mordida cruzada, o problema gera outros sintomas, como:

  • dores de cabeça;
  • dores nas articulações temporomandibulares;
  • zumbidos no ouvido;
  • ruídos ou dificuldades para movimentar a mandíbula; e,
  • sensibilidade nos dentes devido ao desgaste do esmalte dental.

Ainda, entre as principais causas para a mordida cruzada, podemos citar:

  • hábitos da infância, como chupar o dedo ou usar chupeta por tempo prolongado;
  • fatores genéticos e de hereditariedade; e,
  • atraso no processo de oclusão e crescimento dental.

Além disso, segundo um estudo especializado publicado na Revista CEFAC, a mastigação unilateral (quando se utiliza só um lado da boca durante a alimentação) pode contribuir para o surgimento de casos de mordida cruzada em crianças.

Daí a importância de manter visitas frequentes ao dentista desde a tenra idade. De forma geral, a primeira visita ao ortodontista deve acontecer antes do nascimento do primeiro dente (entre o sexto e o sétimo mês de vida).

Como descobrir se você tem uma mordida cruzada?

A melhor maneira de descobrir se você tem mordida cruzada é consultando um dentista. O profissional poderá identificar após avaliar a posição da sua arcada e a mordida. Importante destacar que, de maneira geral, este tipo de problema é identificado ainda na infância. Entretanto, em alguns casos, a baixa frequência na visita do dentista acaba contribuindo para diagnósticos mais tardios.

Independentemente disso, os pacientes podem e deve buscar um profissional já que a mordida cruzada é passível de tratamento.

Como tratar a mordida cruzada?

Há uma série de tratamentos que podem ser recomendados para a correção da mordida cruzada, dependendo sempre da gravidade e das características de cada caso. Por isso mesmo, somente seu dentista poderá fazer uma avaliação e lhe indicar o tratamento correto.

Dito isso, dentre os principais procedimentos odontológicos utilizados para a correção da mordida cruzada; Conheça os principais nos tópicos a seguir.

Uso de aparelhos dentais

O uso de aparelhos costuma ser bastante recomendado para tratar a mordida cruzada. Vale salientar que há diversos tipos de aparelho, dos fixos aos alinhadores transparentes. O ideal é conferir qual aparelho é mais indicado para você!

Cirurgia

Nos casos em que o paciente precisa reposicionar seu maxilar para corrigir a mordida cruzada, pode ser necessário realizar uma intervenção cirúrgica. É necessário avaliar cada caso individualmente, sendo que a cirurgia geralmente é recomendada apenas em último caso.

Vale destacar ainda que, nos casos em que a diferença entre os arcos das duas arcadas é muito grande, o tratamento cirúrgico pode ser a única solução. Todavia, ela só é realizada na fase adulta e o procedimento visa corrigir o posicionamento incorreto dos ossos dos terços médio e inferior da face.

Expansores de palato

O expansor de palato geralmente é utilizado para expandir a arcada dos dentes superiores e pode contribuir com um tratamento de mordida cruzada, o qual, geralmente, ainda incluirá o uso de aparelhos dentais.

Como mencionamos, a mordida cruzada é um problema comum e que atinge muitas pessoas. O dentista é o profissional indicado para avaliar clinicamente o paciente, realizar o diagnóstico, solicitar exames e indicar o tratamento mais adequado de acordo com as necessidades de cada paciente.

Visitar o seu dentista regularmente pode evitar que você tenha efeitos mais graves, tanto relacionados às consequências da mordida cruzado, quanto a outros problemas de saúde bucal.

Agora que você já sabe tudo sobre os sintomas e causas da mordida cruzada, caso suspeite do problema, agende uma consulta com um dentista. O profissional poderá avaliar o seu caso e direcioná-lo para a realização de um tratamento.

Na Odontoclinic, nós contamos com uma equipe completa de profissionais prontos para te ajudar com este e outros problemas odontológicos. Agende já sua consulta!

[hubspot type=form portal=7271805 id=90623651-156c-4863-b642-c519714831c4]

Deixe um comentário

Agende sua avaliação

Materiais Grátis

Posts relacionados

Inscreva-se para receber novidades

O que você procura?
Últimas publicações
O atestado odontológico é válido para abonar faltas? Quantos dias? E horas? Esclareça suas dúvidas nesse post!
Feridas no céu da boca? Leia o post para saber o que pode ser, quais são as principais causas e o que fazer!
Dente infeccionado ou inflamado? O que fazer se o dente estiver inflamado? Leia o post e tire suas dúvidas!